Atlético

ATLÉTICO

Auxiliar fixo do Atlético contradiz Sette Câmara e diz que relação de Dudamel com atletas era 'ótima'

Para justificar demissão do venezuelano, presidente argumentou que convívio da comissão técnica do treinador com os jogadores do elenco não era boa

postado em 28/02/2020 15:26

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Ao justificar a demissão do treinador Rafael Dudamel, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, sinalizou que o venezuelano não tinha bom convívio com o grupo de jogadores. A versão do mandatário, porém, foi contradita pelo auxiliar permanente da comissão técnica alvinegra, James Freitas. O profissional, que dirigirá o time interinamente enquanto a diretoria busca um novo comandante, disse que a relação com os profissionais venezuelanos que passaram pelo clube era “ótima”.

“Nossa relação foi ótima nesse período, como foi a relação deles (venezuelanos da comissão técnica) com os atletas, com o treinamento, com o dia a dia. Ele (Dudamel) é um cara muito enérgico, conduz muito bem o treinamento e as ações do dia. Nossa relação aqui foi muito boa. Posso dizer que, mesmo com pouco tempo de convivência, são amigos que a gente fez no futebol”, disse.

Sette Câmara falou duas vezes sobre a relação de Dudamel com os atletas. Ao jornalista Paulo Vinícius Coelho, da Globo, o presidente usou uma expressão popular para dizer que o venezuelano não se adaptou ao futebol brasileiro e não tinha bom convívio com atletas. “É preciso saber como se mexe o doce”, disse, em texto publicado nessa quinta-feira, horas após a demissão do treinador.

Horas depois, Sette Câmara voltou a falar sobre o assunto. Em conversa com o apresentador Emanuel Carneiro, da Rádio Itatiaia, o dirigente reforçou que não havia boa relação entre Dudamel e jogadores. Parte dos atletas do elenco alvinegro, porém, não gostou da justificativa e defendeu a permanência do venezuelano.

Nesta sexta-feira, o auxiliar James Freitas também elogiou o treinador e a comissão técnica levada por ele ao Atlético, formada pelo auxiliar Marcos Mathías, pelo preparador físico Joseph Cañas, pelo analista de desempenho Rodrigo Piñón e pelo coach motivacional Jeremias Álvarez.

“Posso falar por mim e pelos demais companheiros da comissão permanente do clube que a nossa relação foi a melhor possível. Dudamel é um cara extremamente educado, inteligente, teve uma receptividade conosco. O auxiliar dele (Marcos Mathías) também teve muita proximidade comigo e com o Éder (Aleixo, auxiliar técnico)”, concluiu.

O primeiro jogo do Atlético sob o comando de James Freitas será neste domingo, a partir das 19h. O time alvinegro visita o Boa Esporte, no Melão, em Varginha, pela sétima rodada da fase inicial do Campeonato Mineiro.

Tags: galo atleticomg interiormg futnacional seriea