América

AMÉRICA

Enderson Moreira elogia aplicação do América e prega cautela sobre briga por título: 'Objetivo principal é o acesso'

Vitória sobre o Guarani deixou o Coelho mais próximo do líder Internacional

postado em 04/11/2017 21:12 / atualizado em 05/11/2017 23:17

Daniel Hott/América/Divulgação
Se não foi brilhante, o América ao menos soube se defender contra o Guarani e aproveitou uma das chances que teve no ataque para vencer por 1 a 0, neste sábado, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, pela 33ª rodada da Série B. O técnico Enderson Moreira disse que o mais importante foi conquistar os três pontos que devolveram ao time a vice-liderança da Série B. Ele lembrou os problemas que teve em função dos vários desfalques: o goleiro João Ricardo, os laterais Norberto e Ceará, o meia Matheusinho e o atacante Luan.

“A gente sabia que era um jogo difícil. Estávamos com jogadores que não vinham jogando muito, mas era importante nesse momento que a gente colocasse quem estava mais inteiro. Foi um jogo muito difícil, não fizemos nosso melhor jogo na parte técnica, mas teve entrega e dedicação dos atletas. Nossa equipe é difícil de ser vencida, é difícil de sofrer gols. Acho que tivemos um comportamento bom, e era muito mais importante a vitória que um bom rendimento. O resultado nos escapou na rodada anterior, contra o Boa, em que fizemos uma atuação muito boa tecnicamente. Então é importante dar mais um passo para o nosso principal objetivo, que é conseguir o acesso”.

Enderson elogiou a aplicação dos atletas que estiveram em campo e ressaltou que os substitutos souberam suprir as ausências. “Perdemos o Matheus, que vinha fazendo grande campeonato, e o próprio Luan, que também jogou muito. E a gente tem mantido o mesmo nível de concentração e organização. Uma equipe organizada consegue, mesmo sem jogar bem, conquistar uma vitória como foi hoje”.

O triunfo em Campinas fez o Coelho chegar a 60 pontos, dois a menos que o primeiro colocado Internacional. Enderson Moreira, no entanto, freia a empolgação e afirma que o primeiro objetivo é garantir o acesso matemático à elite nacional. Depois, se possível, haverá a briga pelo título da Série B.

“Aquilo que eu sempre falei: nunca colocamos isso como objetivo claro, pois sabemos das dificuldades. A equipe do Internacional tem um investimento absurdo e é difícil poder competir. Outras equipes têm também investimentos maiores que o do América. Temos uma equipe competitiva, cujo objetivo principal é o do acesso. Mas, se tiver chance de título, vamos brigar até o final. Pode ter certeza disso”, avaliou.

“Nossa equipe tem ficado no G4 durante grande parte do campeonato. Perdemos poucos jogos, sofremos poucos gols, então acho que estamos no caminho certo. Faltam 15 pontos a serem disputados e precisamos manter essa regularidade na reta final”, completou o comandante.

Na próxima terça-feira, às 19h15, o América enfrentará o ABC, no Independência, pela 34ª rodada. Se vencer a equipe potiguar e o Internacional perder do Luverdense no Mato Grosso na segunda-feira, o time mineiro pulará para a liderança da Série B.

Tags: Enderson Moreira américa técnico análise serieb interiormg futnacional