América

AMÉRICA

América terá marca própria de uniformes em 2019

Contrato com a Lupo se encerra no final deste ano e será substituído por confecção que levará marca do Coelho

postado em 24/09/2018 15:48 / atualizado em 24/09/2018 21:11

Mourão Panda / América
O América terá sua própria marca de material esportivo em 2019. A parceria do Coelho com a Lupo, que começou em 2012, chegará ao fim em dezembro deste ano. O novo nome da marca que será estampada na camisa ainda é mantido sob sigilo pela diretoria americana.

O modelo de utilizar marcas próprias, em detrimento das grandes fornecedoras de material esportivo, já é utilizado por clubes do Brasil, como Fortaleza e Paysandu.

Para implantar a novidade, o clube irá contratar uma confecção terceirizada. A empresa escolhida foi a Bomache, sediada em Fortaleza. A marca tem parceria para fabricação de produtos oficiais e material licenciado com vários times, como Bahia, Fortaleza, Paysandu, Remo, Vitória, Sampaio Corrêa e Paris Saint-Germain.

A empresa fabricarÁ, inclusive, uma linha casual de produtos licenciados para o Cruzeiro.

Diferenças entre marca própria e fornecedores tradicionais

Segundo Erley Lemos, diretor de marketing e negócios do América, a mudança do modelo convencional de fornecimento de uniformes já vinha sendo estudada desde o final de 2017. Para o dirigente, o clube terá sairá ganhando com a mudança.

“Teremos várias vantagens e a financeira é uma delas. Com a marca própria teremos propriedade na definição de preços, distribuição e de condições de mercado. Poderemos definir quais produtos faremos. Teremos camisas direcionadas, como camisas intermediárias e camisas idênticas às de jogo. Todas com o mesmo layout, mas com padrões de acabamento diferentes. Isso é muito comum em alguns clubes da Europa. A gente também não fica refém de uma marca de mercado, e pode intervir na qualidade, acabamento, produção e comercialização", explicou.

O dirigente americano afirmou, também, que a questão econômica foi determinante para que o Coelho adotasse a novidade.

“Os valores foram levados em consideração. Vamos ter royalties maiores na venda de produtos e participação direta no desenvolvimento e comercialização, eliminando intermediários. Escolhemos um fornecedor que tem capacidade de entrega e se especializou em marcas próprias para clubes. A Bomache vai desenvolver e produzir os uniformes.”

O América acredita que a iniciativa deve, ainda, aumentar as vendas de produtos oficiais do clube.

“Escolhemos um fornecedor que tem capacidade de entrega e se especializou em marcas próprias para clubes. Certamente irá aumentar o número de peças vendidas. Criar mais uma marca atrelada ao clube, que transmita valores ao torcedor gera grande identificação com a torcida. Isso acaba, também, impactando na relação comercial. Quando o torcedor se identifica mais, valoriza mais.

Patrocínios estampados na camisa

O América tem, atualmente, contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal, Direcional Engenharia, Cemil (laticínios) e a concessionária de motocicletas O2BH, que estampa sua marca nos números das camisas do Coelho.

A diretoria informa que, para 2019, as parcerias devem continuar, já que há interesse tanto do clube quanto das empresas.

“Com a Caixa ainda não conversamos. É uma política da empresa negociar apenas depois da virada do ano. Com a Cemil, já iniciamos uma conversa, ainda de forma superficial, e até o início de outubro devemos ter algum resultado, pois há interesse de ambas as partes. Com a Direcional, também, há interesse na renovação, por parte do clube e da empresa. Já o patrocínio da O2BH vai até abril de 2019.”

Tags: americamg interiormg seriea futnacional uniforme