América

AMÉRICA

Antes de confronto com Tombense, Lisca destaca mudança de função de jogadores do América e elogia adversário

Treinador revela mudanças nas posições de alguns atletas durante semana de treinos no América e relembra convivência com Eugênio Souza, comandante do Tombense

postado em 28/02/2020 15:53

(Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


Na tentativa de recuperar a ponta da tabela no Campeonato Mineiro, o América voltará a disputar uma partida neste sábado, às 16h, no Independência, diante do líder Tombense. Durante o tempo de preparação, o técnico Lisca trabalhou alguns jogadores em posições e funções diferentes das habituais.

As equipes são as únicas invictas na competição. O Coelho tem o melhor ataque do torneio, com 11 gols em seis jogos, enquanto o Tombense tem a melhor defesa, com apenas um gol sofrido em seis partidas.A diferença é o saldo de gols, com a equipe de Tombos levando vantagem (+9 contra 7 do América). 

Com a lesão do meia Matheusinho, Lisca tem aproveitado bem outros jogadores de ataque. Destaque nas últimas rodadas, Ademir ganhou espaço e fez bons jogos pela ponta direita. No entanto, o treinador enfatizou a adaptação do atacante ao trabalho defensivo.

“O Ademir vinha na cobertura, e não é um jogador muito acostumado com a parte defensiva. Já conversei com ele, perguntei se ele nunca jogou como lateral na vida, pelo lado esquerdo porque ele é canhoto. Ele disse que já jogou, quando era menino, na base. Dentro da área, precisa ter um pouco mais de calma”, destacou o comandante, ao lembrar do pênalti cometido por Ademir na partida contra o Villa Nova.

Durante a pausa de 12 dias, o treinador testou outros jogadores em posições diferentes. Lucas Luan, lateral-esquerdo, trabalhou como zagueiro; Sávio, lateral-esquerdo de origem, chegou a treinar mais avançado, aberto no ataque; Léo Passos, centroavante, também treinou aberto. Além deles, Felipe Augusto foi testado nos dois lados do sistema ofensivo. 

“A versatilidade do jogador é muito importante para o treinador. Para você poder mudar a parte tática e a estratégia dentro do jogo, sem alternância de jogadores, e sem queimar substituição, e o América me dá essa condição. Trabalhei o Sávio (lateral-esquerdo) na segunda linha (como atacante aberto do lado esquerdo). O Felipe Augusto trabalhou nos dois lados do campo; coloquei o Léo Passos algumas vezes pela extrema (aberto), porque ele também já fez isso no Londrina”, explicou Lisca.

Embora tenha feito mudanças no período de descanso, o América deve levar a campo a equipe que participou das últimas partidas na temporada. Em processo de transição física, o meia Matheusinho e o lateral-direito Ronaldo provavelmente ficarão fora, além do lateral-direito Leandro Silva, ausente porque se recupera de lesão na coxa direita. O Coelho deve ser escalado com Airton; Diego Ferreira, Lucas Kal, Eduardo Bauermann e João Paulo; Zé Ricardo, Juninho e Alê; Ademir, Rodolfo e Felipe Augusto.

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)



Lisca rasga elogios ao Tombense e ao treinador adversário

América e Tombense têm campanhas praticamente idênticas no Campeonato Mineiro: são quatro vitórias e dois empates para cada um, com a equipe do interior tendo dois gols a mais no saldo. Lisca enalteceu o desempenho do adversário e falou que o Tombense é, neste momento, a melhor equipe da competição.

“Esperamos um jogo muito difícil, um adversário com muita competência. Tive a oportunidade de ver alguns jogos deles. In loco, vi contra o Atlético, logo que eu cheguei aqui, em que buscaram o empate. Basta ver os resultados deles contra a dupla: vitória contra o Cruzeiro, empate aqui contra o Atlético. Têm a melhor campanha, estão jogando o melhor futebol do campeonato. Na minha concepção, quem está em primeiro, momentaneamente, está com o melhor futebol”, opinou.

Lisca também comentou sobre a amizade com Eugênio Souza, técnico do Tombense. Eles se conheceram ainda na época de categorias de base. 

“O Tombense vem se credenciando muito bem para isso. É um time muito organizado, experiente, com um ótimo treinador e meu contemporâneo das categorias de base, que é o Eugênio (Souza), que está de cabeça branca que nem eu. Quando eu o conheci, ele era um menino”, lembrou.

O confronto entre América e Tombense vale a liderança do Campeonato Mineiro. As equipes são as únicas invictas na competição. O Coelho tem o melhor ataque do torneio, com 11 gols em seis jogos, enquanto o Tombense tem a melhor defesa, com apenas um gol sofrido em seis partidas.

Tags: ademir tombense interiormg lisca