América

AMÉRICA

Lisca vê América renovado após vitória e projeta jogo difícil contra Ferroviária na Copa do Brasil

Técnico elogia próximo adversário e alerta para possível desgaste do Coelho

postado em 22/08/2020 08:00 / atualizado em 21/08/2020 23:46

(Foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Nessa sexta-feira, o América se recuperou na Série B do Campeonato Brasileiro com vitória sobre o Oeste, de virada, por 2 a 1, no Independência. O resultado deu fôlego à equipe para o jogo decisivo contra a Ferroviária, na próxima terça-feira, às 19h, novamente no Horto, pela segunda rodada da terceira fase da Copa do Brasil. O técnico Lisca projetou partida difícil para o Coelho diante do time de Araraquara, que não entra em campo desde 29 de julho, quando foi eliminado pela Inter de Limeira no Troféu do Interior, do Campeonato Paulista

“Teremos um adversário dificílimo, a Ferroviária. Eles estão mais concentrados nesta partida, mais descansados, mas temos a vantagem de estar com mais ritmo, de termos jogado mais. É um desafio muito grande na terça-feira, um jogo muito importante para o clube, assim como para todos que vão disputar essa fase da Copa do Brasil. Essa vitória nos deixa com a força renovada para esta partida de terça”, declarou o treinador americano, em entrevista coletiva nessa sexta.

Lisca elogiou o técnico da Ferroviária, Dado Cavalcanti, e destacou o projeto da Locomotiva. “Vamos analisar, eles têm um treinador novo, que é meu amigo e de quem gosto muito, o Dado Cavalcanti, trocamos ideias antes de ele ir para a Ferroviária sobre alguns jogadores do Bahia. Ele estava no time B lá e eu nem sabia que ele já tinha acertado com a Ferroviária. É um cara da nova geração, tenho muito respeito por ele. A Ferroviária é um clube que está crescendo muito, tem investimento alto com a chancela do (Giuliano) Bertolucci, é um clube-empresa. Saíram alguns jogadores, mas vieram sete ou oito e eles estão mais descansados, talvez sintam o ritmo de jogo”, avaliou. 

Por fim, Lisca demonstrou receio que o América sofra com o desgaste de jogos. “Estava muito focado nessa partida contra o Oeste, era uma decisão para nós, e agora, com minha comissão, vamos estabelecer a melhor estratégia, descansar muito os jogadores, infelizmente não conseguimos treinar muito o time, mas é uma realidade de todos. Temos feito três jogos a cada oito ou nove dias, vamos ver qual a melhor equipe e a estratégia para enfrentar a Ferroviária”, concluiu.

O jogo de ida entre Ferroviária e América foi disputado em março, antes da paralisação do futebol brasileiro devido à pandemia do coronavírus. A partida terminou sem gols. Um novo empate em Belo Horizonte, independentemente do placar, a classificação será definida em cobranças de pênalti

Para o jogo na Copa do Brasil, a expectativa do América é contar com os Ademir e Felipe Augusto. Ambos estão com lesão muscular na coxa esquerda  e seguem em tratamento no departamento médico do clube.
 
A vitória sobre o Oeste deixou o América provisoriamente na terceira colocação da Série B, com oito pontos. O próximo adversário do Coelho na competição será o Cruzeiro, no sábado que vem, às 19h, no Mineirão. Já a Ferroviária se prepara para a estreia na Série D do Brasileiro, em setembro. 


Tags: américa serieb copadobrasil interiormg