Atlético

ATLÉTICO

Dátolo volta a jogar pelo Atlético e anima Marcelo Oliveira: "Torcedor gosta e eu também"

Meia argentino ficou fora das partidas do Galo por quase três meses

postado em 22/09/2016 11:30 / atualizado em 22/09/2016 11:54

Bruno Cantini/Atlético
Dátolo, enfim, voltou a jogar pelo Atlético. Depois de quase três meses sem disputar uma partida, o meia argentino atuou contra a Ponte Preta e ajudou a equipe a avançar às quartas de final da Copa do Brasil. O jogador cobrou o escanteio que originou o gol de Robinho. O tento do atacante alvinegro decretou o empate por 2 a 2, nessa quarta-feira, no Moisés Lucarelli. Para o técnico Marcelo Oliveira, o camisa 10, agora, está mais preparado para a sequência de jogos do Galo na temporada.

“Ficamos muito felizes com a presença dele, com a participação. Isso foi tema agora com o grupo, no vestiário (depois do jogo contra a Ponte Preta, nessa quarta). Precisamos contar com todo mundo, um banco que esteja preparado para qualquer circunstância, com o olho brilhando. Só assim que se consegue chegar”, disse o treinador, que comentou sobre a participação decisiva do argentino no gol que garantiu a classificação à próxima fase do torneio mata-mata.

“Acho que ele vai se sentir mais seguro, mais confiante. Como eu disse, não havia nenhum outro tipo de problema senão a insegurança dele para jogar, alguma coisa mais psicológica, mais emocional. A fala dele no vestiário, agradecendo, também mostra que ele está mais preparado. Jogar ele sabe, ele é um jogador que tem uma história muito bacana no clube. O torcedor gosta e eu também, todo mundo quer um meia habilidoso que arma o time e que sabe fazer gols também”, completou.

Retorno “conturbado”

Dátolo não jogava desde 30 de junho, quando o Atlético venceu o Botafogo por 5 a 3, pelo Campeonato Brasileiro. Com histórico de lesões, o meia passou por um processo de fortalecimento muscular. Ele voltou a ser relacionado apenas na partida contra o Vitória, em 7 de setembro, pela 23ª rodada do Brasileirão, mas não quis entrar em campo.

Depois de pedir para não entrar no decorrer da partida contra o Vitória, Dátolo solicitou também que não fosse relacionado para o jogo contra o Fluminense. Pelo mesmo motivo, ele ficou de fora da partida contra o Sport e do clássico diante do Cruzeiro, no último domingo.

A incerteza que envolvia o camisa 10 do Galo chegou a irritar o técnico Marcelo Oliveira. Depois da derrota para o Fluminense, por 4 a 2, no dia 12, o treinador atleticano admitiu incômodo com as especulações que envolvem o jogador. “Está ficando muito chato. Parece que tenho alguma coisa contra Dátolo. Parece que ele está cometendo alguma indisciplina e não estou convocando. Parece que o Atlético quer negociá-lo, querendo que ele saia. Parece que está querendo sair. Não tem nada disso. Ele não está aqui por não estar com cabeça boa”, disse o treinador depois do revés para o time carioca.

No Galo desde 2013, Dátolo tem contrato até o fim do ano. Alguns clubes mostraram interesse no armador. Um deles foi o São Paulo. No entanto, o argentino garantiu que não recebeu proposta de outras equipes. Em 2016, com a temporada prejudicada por lesões, Dátolo fez apenas 18 jogos, de 58 disputados pelo Alvinegro.

Tags: seriea interiormg atlético galo dátolo pontepretasp copadobrasil