Atlético

ATLÉTICO

Atlético com mais organização e menos cartões sob o comando de Rodrigo Santana

Desde que o novo treinador assumiu, jogadores têm sido menos advertidos pela arbitragem

postado em 10/05/2019 12:12 / atualizado em 10/05/2019 19:48

<i>(Foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)</i>
Ter conquistado a liderança isolada do Campeonato Brasileiro na rodada anterior não é o único motivo de comemoração do Atlético nos últimos dias. Vindo de quatro vitórias consecutivas, sendo a última na despedida da Libertadores, a equipe festeja o fato de ser a mais disciplinada da competição nacional, com apenas um cartão amarelo recebido em três partidas. E esse aspecto não é por acaso. Desde que Rodrigo Santana assumiu o comando de forma interina, o time alvinegro adotou sistema de marcação diferente, com linhas mais organizadas e mais compactação entre os setores.

Santana passou a dirigir o time alvinegro na primeira partida da decisão do Campeonato Mineiro, diante do Cruzeiro, e, desde então, a equipe vem se mostrando mais equilibrada. Ele mudou o esquema tático de 4-2-3-1 para o 4-1-4-1 (o mesmo que Tite usa na Seleção Brasileira), ajustando os setores no campo. Sob seu comando, o Galo recebeu 14 cartões amarelos e um vermelho em sete partidas – desses 14, oito foram nos dois jogos da final do Mineiro, contra o Cruzeiro, que, naturalmente, é um jogo mais nervoso. Com o antecessor, Levir Culpi, a equipe se mostrava mais indisciplinada: foram 47 amarelos e três vermelhos em 22 partidas.

O atacante Ricardo Oliveira afirmou que o Galo tende a crescer no sistema de marcação a cada partida, o que permite menos advertências:“Tem os méritos do nosso treinador, que apresenta a ideia de jogo que tem para o time e nós seguimos as orientações. O baixo número de cartões se deve também ao fato de você encontrar um time que está junto e não está muito exposto em um contra-ataque. Às vezes, um jogador precisa matar uma jogada e leva o cartão amarelo. Mas um time quando está compacto, você tira os espaços sem ser sacrificado por isso e acaba por melhorar o sistema de marcação. É importante ressaltar que todos têm de participar da marcação, na fase defensiva e ofensiva, e isso leva aos resultados positivos”.

Neste ano, nenhum dos zagueiros titulares (Réver e Igor Rabello), ou mesmo o veterano Leonardo Silva, foi expulso. O único a receber dois vermelhos na temporada foi o volante Adílson, ambos no Estadual. O zagueiro Maidana (contra o Cruzeiro, na fase inicial do Estadual) e o volante Zé Welison (contra o Defensor, pela Libertadores) também saíram de campo mais cedo.

Para Ricardo Oliveira, os esforços de todo o conjunto permite que surjam destaques individuais na equipe: “Coletivamente, tudo está dando resultado. Acima de qualquer nome, o conjunto é forte. O que faz com que cada um se destaque são os resultados positivos. Quando o coletivo é forte, as individualidades aparecem. E isso nos deixa felizes e tranquilos, porque os resultados estão aparecendo”.

OS CARTÕES


Por torneio

Competição    Jogos    Amarelos    Vermelhos
Mineiro               16              48                  3
Libertadores     10              26                  1
Brasileiro             3               1                   0

Por treinador

Com Levir Culpi
22 jogos
49 amarelos
3 vermelhos

Rodrigo Santana
7 jogos
14 amarelos
1 vermelho

Os mais indisciplinados

Jair (7 amarelos)
Leonardo Silva (5 amarelos)
Adílson (4 amarelos e dois vermelhos)

Os mais disciplinados
Cazares (nenhum cartão)
Guga e Nathan (1 amarelo)


QUER VER O ATLÉTICO EM AÇÃO NA SUL-AMERICANA?

As partidas do Atlético na Copa Sul-Americana serão transmitidas com exclusividade pelo DAZN. O torcedor que quiser acompanhar os jogos do time alvinegro precisa assinar o serviço de streaming, que tem custo mensal de R$ 37,90 - sem contrato de fidelização. 



O serviço é compatível com Smart TVs, celulares, tablets, computadores e consoles de videogames. Os novos assinantes terão direito a um mês de acesso grátis à plataforma.

DAZN é o primeiro serviço de streaming de esportes ao vivo e on demand do mundo. A plataforma também transmite o Campeonato Brasileiro da Série C, partidas do futebol Italiano (Serie A, Serie B e Supercopa Italiana), Francês (Ligue 1, Ligue 2 e Copa da França), Norte-Americano (MLS), Japonês (J-League), Inglês (FA Cup) e Africano (AFCON - Copa Africana de Nações).

Tags: nacional seriea atleticomg