Atlético

COPA SUL-AMERICANA

Atlético prepara estratégia para superar possível retranca do Colón no Mineirão

Galo precisa ganhar por 1 a 0 para avançar à decisão da Sul-Americana

postado em 20/09/2019 06:30 / atualizado em 20/09/2019 03:13

<i>(Foto: AFP/MARCELO MANERA )</i>
Derrotado por 2 a 1 no jogo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana, o Atlético já prevê possível retranca do Colón na partida de volta, marcada para a próxima quinta-feira, às 21h30, no Mineirão. O técnico Rodrigo Santana falou sobre a estratégia da equipe no reencontro com os argentinos.

“A gente sabe que o adversário vai vir com uma marcação muito baixa, marca muito forte. Mas estamos preparados para qualquer tipo de retranca e sair na frente o mais rápido possível”.


Na Argentina, o time esteve perto de quebrar a sequência negativa, quando abriu o placar aos 36min, em lance esquisito envolvendo o meia Chará e o zagueiro Ortiz. Contudo, o Colón empatou no começo do segundo tempo, em finalização de Morelo, e aos 40min, com o experiente Luis ‘Pulga’ Rodríguez. Santana lamentou a queda de rendimento na etapa final e a consequente ampliação do jejum de vitórias.

“A responsabilidade é toda nossa, a gente sabe que os resultados não estão vindo, precisamos melhorar nisso. Se não vai ganhar, (ao menos) não perde. Se não vai jogar, não deixa o adversário jogar. Coisa que a gente tem que aperfeiçoar para, nos próximos jogos, não repetir o que aconteceu no segundo tempo”.

Antes de enfrentar o Colón, o Galo terá compromisso pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Avaí, às 20h de segunda-feira, fora de casa. Provavelmente, a escalação será formada por reservas no estádio da Ressacada, em Florianópolis. Rodrigo Santana não confirmou abertamente, porém assegurou que a prioridade é a Sul-Americana.

“A gente ainda não tem a estratégia, mesmo porque acabou o jogo agora. Precisamos ver quais jogadores terão condições de fazer o jogo na segunda para recuperar na quinta-feira. Mas a grande importância é a quinta-feira”.

Segundo o técnico, a postura do Atlético no Mineirão terá de ser diferente da apresentada na Argentina. Se em Santa Fé o time encerrou o duelo com apenas três finalizações e 46% de posse de bola, em Belo Horizonte a ideia é “propor o jogo”, acuar o Colón e buscar o ataque de maneira constante.

“Acredito que hoje (ontem) a nossa marcação estava justa e baixa. Era um jogo de transição mesmo, não tinha como ter muita criatividade próximo da área. Agora, dentro de casa, vamos precisar propor o jogo e de muita movimentação deles mais próximos da grande área. Às vezes fora de casa você tem que sacrificar um pouco esses jogadores mais técnicos de criação para ajudar na marcação baixa”.

Placares


Para chegar à decisão da ‘Sula’, o Galo necessita de vitória simples, por 1 a 0. Em caso de triunfo por 2 a 1, a partida irá para os pênaltis. Já o Colón se classifica com qualquer empate ou até mesmo derrota por um gol, desde que marque ao menos dois (3 a 2, 4 a 3, 5 a 4).

Caso se classifique, o Atlético enfrentará Corinthians ou Independiente del Valle. No jogo de ida, os equatorianos venceram por 2 a 0, na Arena Corinthians, em São Paulo. A final será disputada em jogo único, no estádio General Pablo Rojas, conhecido como La Olla Azulgrana, em Assunção, no Paraguai. A data da partida é 9 de novembro (sábado).

Tags: futnacional interiormg sulamericana atlético colón