Atlético

CAMPEONATO BRASILEIRO

Atlético vira sobre o Ceará, quebra série de derrotas no Brasileiro e ameniza pressão

Jogadores e comissão técnica haviam sido cobrados pelos torcedores após eliminação na Sul-Americana e maus resultados na elite nacional

postado em 29/09/2019 20:53 / atualizado em 30/09/2019 02:02

<i>(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)</i>
O Atlético amenizou a pressão pela eliminação na semifinal da Copa Sul-Americana ao vencer o Ceará por 2 a 1, neste domingo, no Independência, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. A virada no Horto encerrou sequência de seis derrotas na elite nacional e fez o time alvinegro alcançar 30 pontos, na 10ª posição.

Thiago Galhardo abriu o placar para os cearenses, em cobrança de pênalti na etapa inicial, mas Otero e Luan, no segundo tempo, garantiram o triunfo ao Galo.

O próximo compromisso do Atlético é contra o Vasco, quarta-feira, às 19h15, no Independência, em jogo atrasado da 21ª rodada. No domingo, às 16h, será a vez de medir forças com o Palmeiras, vice-líder da Série A (46 pontos), no Allianz Parque, em São Paulo.

O jogo


A eliminação para o Colón na semifinal da Copa Sul-Americana aumentou a pressão para o Atlético no Brasileiro. E os torcedores fizeram protesto em razão dos maus resultados na competição nacional. O espaço destinado às organizadas, por exemplo, ficou vazio. Quem compareceu ao campo, criticou principalmente Elias, Cazares, Fábio Santos e o técnico Rodrigo Santana.

Na escalação, Santana teve um dilema: quem substituiria o aclamado Jair, com lesão muscular na parte posterior da coxa direita? Pelas características de marcação, seria Zé Welison o principal candidato. Entretanto, o treinador optou por Nathan, meio-campista sem tanto perfil defensivo, porém com maior eficiência na troca de passes.

No começo da partida, a válvula de escape atleticana era Chará, que buscou jogadas de velocidade pelo lado esquerdo. Ele finalizou por cima do gol, aos 2’, em um dos primeiros ataques. Aos 23’, o colombiano sentiu dores na coxa direita e pediu substituição. Otero entrou em seu lugar.

A supremacia do Atlético na posse de bola - 56,49% x 43,51%, segundo o Footstats - não refletiu em oportunidades claras. Grande parte da troca de passes se concentrava da defesa para a lateral e, em seguida, ao meio-campo. O time insistiu bastante também em cruzamentos - a maioria errados: 19 de 24.

<i>(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)</i>

Já o Ceará, bem postado defensivamente, mas pouco agressivo no ataque, teve pênalti aos 39min, quando Igor Rabello atingiu Felippe Cardoso na grande área. Depois de três minutos de avaliação do VAR, o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior confirmou a infração. Thiago Galhardo bateu alto, entre o centro e o canto direito, e abriu o placar no Independência: 1 a 0.

Somente após sofrer o gol é que o Galo assustou o goleiro Tiago Alves. Primeiro com Otero, em chute venenoso aos 44’. Em seguida, nas conclusões de Elias e Patric.

Na etapa final, o Atlético pressionou o Ceará e conseguiu empatar rápido, aos 8min. Réver recebeu assistência de Elias na grande área e chutou rasteiro, na trave esquerda. A bola sobrou limpa para Otero, que finalizou de primeira e deixou tudo igual: 1 a 1.

Aos 20’, Patric só não fez o segundo porque Samuel Xavier, quase em cima da linha, afastou a redonda. Na base do abafa, o Galo acreditou que poderia virar. E conseguiu, aos 34’. Após cruzamento de Di Santo, Réver cabeceou à queima-roupa, e Diogo Silva rebateu. Na sobra, o zagueiro rolou para trás, Igor Rabelo furou, e Luan finalizou no canto esquerdo, dando números finais à partida: 2 a 1.

<i>(Foto: Alexandre Guzanshe/EM D.A Press)</i>

ATLÉTICO 2X1 CEARÁ


ATLÉTICO
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Nathan; Luan, Elias (Bruninho, aos 29min do 2ºT), Cazares (Vinícius, aos 39min do 2ºT) e Chará (Otero, aos 23min do 1ºT); Franco Di Santo
Técnico: Rodrigo Santana

CEARÁ
Diogo Silva; Samuel Xavier (Wescley, aos 37min do 2ºT), Valdo, Tiago Alves e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Thiago Galhardo e Lima (Cristovam, aos 32; Mateus Gonçalves (Felipe Silva, aos 38min do 2ºT) e Felippe Cardoso
Técnico: Enderson Moreira

Gols: Otero, aos 8min, Luan, aos 34min do 2ºT (Atlético); Thiago Galhardo, aos 42min do 1ºT (Ceará)

Cartões amarelos: Samuel Xavier, aos 7min, Felippe Cardoso, aos 14min do 2ºT (Ceará)

Motivo: 22ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Independência, em Belo Horizonte

Data: domingo, 29 de setembro de 2019

Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

Assistentes: Bruno Boschilia e Rafael Trombeta (PR)

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Assistentes do VAR: Rafael Gomes Felix da Silva e Bruno Salgado Rizo (SP)

Público:
6.131

Renda: R$ 47.121,00

Tags: interiormg seriea cearace futnacional atlético