Atlético

ATLÉTICO

No Brasileiro, Mancini tem os piores números entre técnicos do Atlético nos últimos anos

Em dez partidas sob comando do treinador, Galo tem apenas duas vitórias

postado em 28/11/2019 08:00 / atualizado em 30/11/2019 16:51

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Quando foi contratado pelo Atlético, o técnico Vagner Mancini disse que chegou para resgatar o DNA do clube. Esse era o principal objetivo do treinador. Depois de dez partidas à frente da equipe, ele não conseguiu cumprir a meta e ainda vê o trabalho ser bastante questionado pelo torcedor atleticano.

 
Mancini tem apenas 36,66% de aproveitamento no comando do Atlético. Em dez partidas, foram apenas duas vitórias. Sob comando do treinador, o time alvinegro teve ainda cinco empates e três derrotas no Campeonato Brasileiro. 
 
O aproveitamento de Mancini é o pior entre os treinadores do Atlético na Série A desde que o time virou uma ‘máquina de moer treinadores’. (veja relação abaixo).
 
Apesar de receber muitas críticas por seu trabalho no Atlético, Vagner Mancini se defende. O treinador fala sobre bons desempenhos da equipe em algumas partidas e lamenta a oscilação do Galo no Brasileiro.
 
“Se eu analisar o jogo diante do Santos, do Goiás, do Athletico, vimos um Atlético jogando em velocidade, chegando bem na frente. Em outros jogos não. Mas esta oscilação no campeonato tem relação com autoestima, parte mental, tática. Óbvio que todas as equipes, nesta fase do campeonato, sofrem porque têm que pontuar por uma coisa ou por outra. Natural que haja certo descontrole emocional dentro das equipes", disse.

"Todo mundo, com exceção do Flamengo, briga desesperadamente por pontos. Esses jogos são mais difíceis do que os outros. É ter a cabeça no lugar, temos dois jogos dentro de casa agora e a somatória desses pontos vai nos deixar em situação bem melhor”, acrescentou.

Mancini exalta três atuações do Atlético nas dez partidas em que comandou a equipe. Em uma delas, o time perdeu. E o treinador teve grande parcela de culpa no revés para o Athletico-PR, no último domingo, no Mineirão. Ele substituiu Cazares, melhor do Galo em campo, para colocar o jovem Bruninho. Depois disso, o time teve queda de desempenho e acabou sofrendo o gol da derrota no fim. 

Vagner Mancini tem contrato com o Atlético até o fim da temporada 2019. Por causa do desempenho ruim da equipe, ele não deve ter o vínculo renovado pela diretoria.

Errata: Inicialmente, a matéria dizia que Rogério Micale tinha números piores que Vagner Mancini. Entretanto, não havia sido contabilizada a vitória do Atlético sobre a Ponte Preta por 2 a 1, pela 22ª rodada do Brasileiro de 2017. Naquele jogo, apesar de ser o treinador do Galo, Micale não comandou a equipe, pois cumpria suspensão por ter sido expulso no jogo anterior, contra o Fluminense. Diogo Giacomini foi o treinador contra a Macaca.

O aproveitamento dos técnicos do Atlético na Série A desde 2016 

Vagner Mancini (2019)
10 jogos
2 vitórias
5 empates
3 derrotas
Aproveitamento: 36,66%
 
Rodrigo Santana (2019)
25 jogos
9 vitórias
4 empates
12 derrotas
Aproveitamento: 41,33%
 
Levir Culpi (2018)
9 jogos
4 vitórias
1 empate
4 derrotas
Aproveitamento: 48,14%
 
Thiago Larghi (2018)
29 jogos
13 vitórias
7 empates
9 derrotas
Aproveitamento: 52,87%
 
Oswaldo de Oliveira (2017)
13 jogos
6 vitórias
5 empates
2 derrotas
Aproveitamento: 58,97%
 
Rogério Micale (2017)
9 jogos
3 vitórias
2 empates
4 derrotas
Aproveitamento: 40,47%
 
Roger Machado (2017)
17 jogos
6 vitórias
5 empates
6 derrotas
Aproveitamento: 45,09%
 
Marcelo Oliveira (2016)
35 jogos
16 vitórias
10 empates
9 derrotas
Aproveitamento: 55,23%
 
Diego Aguirre (2016)
1 jogo
1 vitória
Aproveitamento: 100%