Atlético

ATLÉTICO

Mariano se coloca à disposição de Sampaoli e não vê dificuldade em adaptação ao estilo do Atlético

Lateral cita exemplo de Nathan para atuar com versatilidade no sistema

postado em 04/08/2020 11:39 / atualizado em 04/08/2020 12:22

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Apresentado como novo reforço do Atlético nesta terça-feira
, Mariano já se colocou à disposição do técnico Jorge Sampaoli. O lateral-direito, que estava em atividade no Galatasaray-TUR antes de chegar a Belo Horizonte, garantiu que está bem fisicamente para reestrear pelo Galo

“Eu estava atuando, jogando. A questão da viagem tem uma semana que estou sem atividade. Mas vou me preparar e conversar com Sampaoli e tentar ajudar da melhor maneira. Não sei se para o próximo jogo, mas vou me preparar e estar fisicamente melhor possível para ajudar o Atlético”, declarou o defensor, que teve passagem pelo clube em 2008, com apenas 19 partidas, encerrada por ato de indisciplina

Mariano e Jorge Sampaoli são velhos conhecidos. Eles trabalharam juntos no Sevilla-ESP, na temporada europeia de 2016/17. O lateral-direito acredita que se encaixar no esquema de jogo do argentino no Atlético não será problema. 

“Temos que se adaptar ao estilo de jogo dele. Como trabalhamos juntos, tenho essa facilidade de entender o trabalho dele. Vi os últimos jogos do Atlético e é parecido com o que fazia no Sevilla. Também tivemos que nos adaptar o mais rápido possível. É um estilo que necessita estar bem fisicamente. Você tem que seguir o que ele cobra no treinamento para que dentro do campo seja o que ele passou durante a semana”, destacou.  



Mariano demonstrou conhecimento do modo de jogo de Sampaoli e citou exemplo do meia Nathan, que balançou as redes nos últimos três jogos, para atuar com mais flexibilidade no sistema alvinegro. 

“Venho acompanhando os jogos do Atlético. Realmente, Nathan surpreende com a chegada de trás. Ele está crescendo bastante. No meu jogo, fui lateral, claro com uma função ou outra depois de um tempo, a gente vai caindo para o meio dependendo da tática do treinador. Com três zagueiros, a gente tenta entrar mais por dentro. Com extremos mais abertos, percebi que Savarino joga muito aberto, com Keno também, a gente tenta não atuar na mesma linha, com lateral e atacante, um tem que estar por dentro, e outro aberto, como jogava também no Galatasaray. Acho que se for preciso, dependendo da estratégia do Sampaoli, a gente tem que se adaptar. O Jogador tem que se adaptar a outras funções para ajudar a equipe no que for preciso”, concluiu. 





Tags: atlético mariano interiormg