Atlético

ATLÉTICO

Nathan diz que não há clima de 'oba oba' no Atlético e celebra melhor momento da carreira

Meia frisou que sonha com convocação para a Seleção Brasileira

postado em 12/10/2020 10:24 / atualizado em 12/10/2020 12:24

(Foto: Pedro Souza / Atlético)
Um dos principais jogadores do Atlético, Nathan disse que vive o melhor momento da carreira. Nesta temporada, o meia cresceu de produção desde a chegada do técnico Jorge Sampaoli. Em 12 jogos sob o comando do argentino, ele marcou seis gols.

"É o melhor momento da minha careira. Quando o jogador ganha confiança do clube, do técnico, ele consegue demonstrar um papel muito melhor. A partir do momento que acreditaram em mim, acreditaram em meu futebol, as coisas começaram a fluir. Fiquei muito feliz com as oportunidades. Desde o início no clube, trabalhei muito, nunca demonstrei insatisfação. Quando a oportunidade apareceu, dei o meu melhor. E fico feliz com essa sequência que vejo tendo", disse o meia.

Nathan surgiu como revelação do Athletico-PR em 2014. Em pouco tempo chamou a atenção do Chelsea, clube com o qual, aos 19 anos, assinou contrato de cinco anos. Nunca chegou a atuar na equipe londrina. Passou por Vitesse, da Holanda, Amiens, da França, e Belenenses, de Portugal. Chegou ao Galo em 2018. Para ficar com o atleta, o Atlético pagou 3 milhões de euros (R$ 17,9 milhões) nesta temporada.

Por causa do bom momento, Nathan sonha com uma oportunidade na Seleção Brasileira. "É uma coisa que se for para acontecer, que aconteça naturalmente. Todo jogador tem objetivo de chegar à Seleção Brasileira, mas mantenho meu foco aqui no clube. Sempre trabalho muito, tento deixar o máximo dentro de campo. Se for para acontecer, vou ficar feliz".

Clima de 'oba oba'?


Nathan disse que não há clima de 'oba oba' no Atlético, já que Sampaoli é um treinador exigente e que cobra os atletas todos os dias. 

"Aqui não tem esse negócio de oba oba, o Sampaoli está aqui todo dia puxando a nossa orelha. Em todos os treinamentos, ele é um técnico muito exigente. A gente entra no jogo buscando o primeiro gol. Faz o primeiro gol, ele não comemora, porque quer o segundo gol, o terceiro. Esse pensamento, ele consegue transmitir para a gente, que conseguimos transferir para dentro de campo da melhor maneira".

Tags: galo atleticomg nathan