Atlético

ATLÉTICO

Após festa de Andreata e surto de COVID-19 no Atlético, Lásaro cobra respeito

Diretoria está incomodada com participação da equipe de Sampaoli em uma confraternização em Nova Lima

postado em 19/11/2020 13:47 / atualizado em 19/11/2020 14:19

(Foto: Humberto Martins / Superesportes )
Após o surto de COVID-19 que atingiu 20 profissionais no clube nesta semana, o vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, disse que é necessário ter consciência e "pensar no coletivo". O dirigente ainda cobrou respeito. 


A diretoria do Galo está incomodada com a festa de aniversário do gerente de futebol Gabriel Andreata em um restaurante de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte, no início do mês. Entre os quase 60 presentes no evento estava o grupo de profissionais que chegou ao clube com Jorge Sampaoli.

"Chutes, reza... ontem nada resolveu! Vida que segue! Tive contato com pelo menos um dos infectados, mas mantendo o distanciamento e sempre com máscara. Não tenho nenhum sintoma e o primeiro teste deu negativo. Quem trabalha no futebol, em tempos de pandemia, tem que pensar no coletivo. Respeito!", escreveu Lásaro no Twitter.


Em contato com o Superesportes, uma fonte próxima ao treinador disse que Sampaoli admitiu que passou rapidamente pelo local para cumprimentar seu amigo. O treinador argentino afirmou que não se lembra quantas pessoas estavam no ambiente, porque ficou pouco tempo no restaurante.

Ainda de acordo com essa fonte, Sampaoli está se recuperando de uma tosse, sintoma comum da COVID-19. O treinador é um dos muitos infectados no Galo.

Embora trabalhem em conjunto, há uma clara divisão entre os profissionais que chegaram a pedido de Jorge Sampaoli e os demais funcionários do Atlético.

Sampaoli é muito fechado e tem contato mais próximo com seus auxiliares e o gerente Andreata. Causou incômodo não somente no presidente Sérgio Sette Câmara, mas também em outros dirigentes do Galo esta celebração em meio a uma pandemia. 

Não há nenhuma confirmação de que o vírus que infectou parte do elenco atleticano tenha origem nesta festa de Andreata. 

Até esta quarta-feira, 167.497 pessoas haviam morrido vítimas do novo coronavírus no Brasil.  

Em contato com a reportagem, o Atlético disse que o assunto será resolvido internamente. O gerente Gabriel Andreata foi procurado, mas não respondeu.

25 casos


Desde o primeiro caso revelado durante a pandemia do coronavírus, no fim de maio, já são 25 ocorrências no centro de treinamento atleticano, incluindo atletas da base. Nos últimos dias, os números dispararam. 

Na noite de segunda, o clube informou que o técnico Jorge Sampaoli, o zagueiro Gabriel e mais sete profissionais dos departamentos de futebol e comunicação testaram positivo para o coronavírus.

Além de Sampaoli, seis integrantes de sua comissão técnica foram infectados: o gerente Gabriel Andreata; o auxiliar Jorge Desio; o preparador físico Pablo Fernandez; o auxiliar de preparação física Marcos Fernandez; o treinador de goleiros Danilo Minutti e o analista de desempenho Frederico Fortes.

O diretor de comunicação do Atlético, Domênico Bhering, também testou positivo. 

Na terça-feira, o clube divulgou que Carlos Desio, contratado para ser o elo entre os profissionais e o time B, foi outro diagnosticado com COVID-19. 

Nessa quarta, mais dez novos casos, entre eles o goleiro Victor, o lateral Guga, o zagueiro Réver, o volante Allan e o atacante Vargas.

Tags: galo festa lasaro covid19 andreata