Atlético

ATLÉTICO

Atlético: Sette Câmara deixa para sucessor eventual punição a Sampaoli e Andreata por festa na pandemia

Atual presidente repetiu que medidas seriam tomadas internamente, mas frisou que, por estar em período de transição, optou por acionar Sérgio Coelho

postado em 03/12/2020 13:28

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)
Presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara evitou dar detalhes sobre eventuais punições aos integrantes da comissão técnica que foram à festa de aniversário organizada pelo gerente Gabriel Andreata durante a pandemia de coronavírus - entre eles o próprio treinador Jorge Sampaoli. O mandatário alvinegro repetiu que o assunto seria tratado internamente, mas revelou que deixou qualquer tipo de repreensão por parte do clube partiria do seu sucessor Sérgio Coelho ou do diretor de futebol Alexandre Mattos.

Segundo Sette Câmara, a decisão se deve ao fato de seu mandato estar no fim (termina oficialmente em dezembro). “Vou repetir para você o que eu já falei: nós vamos tomar as medidas internamente. Não vou sair falando o que foi feito. O que acontece? Estou numa fase de transição dentro do clube”, iniciou o presidente, em entrevista à Rádio da Massa nesta quinta-feira.

“Acho que, dependendo do tipo de medida que eu viesse a tomar, se eu fosse continuar, acho que seria uma (coisa), mas como eu não vou continuar, não quero criar um clima, uma dificuldade. Acho que essa é a transição. Eu informei tudo ao Sérgio (Coelho). Ele tem conhecimento de tudo o que aconteceu detalhadamente”, prosseguiu.

Os contratos de Sampaoli, Andreata e de outros integrantes da comissão técnica que participaram da festa vão até dezembro de 2021 - ou seja, terminam ao fim do primeiro ano de mandato de Sérgio Coelho, que será aclamado presidente do Atlético no próximo dia 11. A intenção da próxima diretoria é ampliar os vínculos até 2022.

“Acho que tem que ser uma coisa discutida já entre nós, porque qualquer tipo de decisão que eu venha a tomar agora pode refletir já no mandato dele. Então, eu preferi, neste caso, deixar a coisa lá com o Alexandre Mattos, já colocando o assunto todo e o Sérgio a par. Acho que eles é que vão tomar alguma medida”, completou Sette Câmara.

A polêmica festa organizada por Andreata repercutiu negativamente tanto dentro, quanto fora do clube, por ter sido realizada durante a pandemia. Tempos depois, o Atlético sofreu com um surto de COVID-19 na Cidade do Galo. Não há, porém, comprovação de que o encontro da comissão técnica tenha levado o vírus ao CT.

Tags: galo pandemia atleticomg interiormg futnacional sampaoli coronavirus seriea sette camara covid andreata