Atlético

ATLÉTICO

Atlético: Cuca promete chances a todo o grupo em ano de calendário cheio

Técnico projeta que Galo disputará 70 partidas na temporada

postado em 05/04/2021 18:30 / atualizado em 05/04/2021 19:52

(Foto: Pedro Souza/Atlético)
Além de manter a boa base do elenco de 2020, que terminou o Campeonato Brasileiro na terceira posição, o Atlético incorporou reforços ao grupo na temporada 2021, casos do lateral-esquerdo Dodô, do armador Nacho Fernández e do atacante Hulk. O próximo nome a ser confirmado é o volante Tchê Tchê, emprestado pelo São Paulo até dezembro. O objetivo é fortalecer o time para uma temporada que poderá ter mais de 70 jogos. O técnico Cuca prometeu oportunidades a todos os atletas, sobretudo em razão do pouco tempo de descanso na maratona de “quarta-domingo”.

“Se não tiver compreensão, parceria, amizade e, acima de tudo, entendimento, você não vai para a frente. São 70 jogos. A gente está no terceiro. Eles vão ter tempo para jogar, vai ter jogador selecionável, jogador suspenso, lesionado, jogador em momento ruim. Vamos usar todos. Esse ano acaba em 5 de dezembro. Vamos jogar uma partida a cada três dias e meio. Vamos usar o elenco cada vez de uma forma. Sempre vamos rodar o pessoal para não correr o risco de lesão”.

Na pior das hipóteses, o Galo jogará 59 partidas - 13 no Mineiro, 38 no Brasileirão, seis na Copa Libertadores e duas na Copa do Brasil. Caso chegue às finais do estadual e vá longe nos torneios de mata-mata, tende a superar os 70 jogos. O número máximo de 78 confrontos leva em consideração uma possível participação no Mundial de Clubes.

Quanto à busca por um time-base, Cuca tem um ‘leque’ de opções para cada setor. Na defesa, os principais nomes são os goleiros Everson e Rafael; os laterais-direitos Guga e Mariano; os laterais-esquerdos Guilherme Arana e Dodô; e os zagueiros Réver, Junior Alonso, Igor Rabello e Gabriel. Entre os volantes, Tchê Tchê esquentará a briga com Allan e Jair. enquanto Nacho levou a melhor sobre Nathan, Hyoran e Zaracho na armação. No ataque, a concorrência é pesada com Keno, Vargas, Marrony, Hulk, Diego Tardelli, Savarino e Eduardo Sasha.

Os jogadores de peso à disposição do treinador dificultam a utilização de jovens como Sávio, Calebe e Neto. Desta forma, Cuca espera que os pratas da casa se sobressaiam nas atividades para ganharem oportunidades. “Temos um elenco fortíssimo. E junto desse elenco fortíssimo, a gente tinha Talison, Calebe, Gabriel… jogadores formados na base. Quando se tem elenco forte, é mais difícil usar a base. Se eles sobressaírem nos treinamentos, vão jogar. Eu não tenho motivo para não colocar os jovens, eu adoro utilizá-los”.

O Atlético se isolou na liderança do Mineiro ao vencer o América com tranquilidade, por 3 a 1, no Mineirão. Segundo o Footstats, o alvinegro teve vantagem na posse de bola (57,22% a 42,77%), em número de passes certos (543 a 292) e em finalizações (16 a 9). Com 18 pontos, a equipe treinada por Cuca marcou 19 gols e sofreu apenas cinco. O único revés foi na sexta rodada, para a Caldense, em Poços de Caldas: 2 a 1. Nesta quarta-feira, às 16h, o Galo encara o Pouso Alegre, no Gigante da Pampulha. Já no domingo, às 16h, disputa clássico contra o Cruzeiro, no mesmo estádio.

Tags: elenco time Atlético Cuca Galo interiormg mercadobola