Atlético

COPA LIBERTADORES

Atletas sentiram efeitos de gás de pimenta em vitória do Galo na Colômbia

Partida se iniciou enquanto manifestações ocorriam do lado de fora do estádio, em Barranquilla

postado em 13/05/2021 21:45 / atualizado em 13/05/2021 23:49

(Foto: AFP)


Em jogo marcado por protestos do lado de fora do estádio Romelio Martínez, em Barranquilla, o Atlético venceu o América de Cáli por 3 a 1 e garantiu classificação antecipada às oitavas de final da Copa Libertadores. Com gols de Hulk, Arana e Vargas, o Galo chegou à sua terceira vitória na competição, alcançou dez pontos e abriu vantagem no Grupo H.

Ao longo de toda a partida, os jogadores das duas equipes sofreram com os efeitos do gás de pimenta usado pela polícia colombiana para dissipar os manifestantes do lado de fora do estádio.









O movimento popular na Colômbia se iniciou em abril contra um projeto de reforma tributária do presidente Iván Duque, mas continuou com outras reivindicações sociais depois de a proposta ser retirada.

A partida desta quinta havia sido paralisada duas vezes por um minuto antes da paralisação mais longa, já aos 39 minutos do primeiro tempo. Na última pausa, os atletas foram aos vestiários do estádio e voltaram oito minutos depois.

Já no gramado, arbitragem, atletas e comissões técnicas decidiram pela continuidade da partida mesmo em meio aos protestos que ocorriam simultaneamente do lado de fora do estádio.

Pouco depois, o jogo foi paralisado novamente. Bombas estouravam nas ruas e o gás lacrimogêneo voltou a afetar os jogadores. O primeiro tempo foi encerrado de forma fatídica, com os jogadores do América de Cáli-COL trocando passes na defesa sem serem incomodados por atleticanos.

O intervalo durou quase 30 minutos. Na etapa final, a partida foi paralisada algumas vezes para que atletas se hidratassem e se recuperassem dos efeitos do gás levado ao campo pelo vento.

Tags: atleticomg interiormg futnacional libertadores2021