Atlético

Brasileiro

Análise: Contra o Fortaleza, time de Cuca foi igual ao de Sampaoli

Atual treinador repetiu antecessor ao desmontar o sistema defensivo para buscar a vitória, mas viu adversário sair vitorioso logo na estreia no Brasileiro

postado em 30/05/2021 15:01

(Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press)

O técnico Cuca teve um dia de Jorge Sampaoli, o antecessor no comando do Atlético, na derrota por 2 a 1 para o Fortaleza, neste domingo, no Mineirão, na estreia de ambos no Campeonato Brasileiro. O resultado foi verdadeira ducha de água fria no entusiasmo daqueles atleticanos mais eufóricos, mas vai servir de lição se for bem assimilado por todos na equipe.

 

Depois de um bom primeiro tempo, mas que não foi dos melhores, o Galo “sumiu” no segundo. Muito em função das mexidas feitas pelo argentino Juan Pablo Vojvoda no time cearense, principalmente com a entrada de Yago Pikachu, que é muito mais atacante que lateral há algum tempo. 

 

O treinador atleticano tentou dar a resposta com Zaracho no lugar de Allan e Sávio no lugar de Savarino, quando já tinha sofrido o empate. E abriu ainda mais o time no fim, colocando o armador Hyoran no lugar do lateral Guga, bem ao estilo de Sampaoli, muitas vezes criticado por não tomar os devidos cuidados defensivos, o que custou o título do Brasileiro em 2020. 

 

 Como é apenas a primeira rodada da competição em 2021, o Galo tem tudo para se recuperar. E para isso é muito importante a postura do comandante e dos jogadores, que reconheceram os erros e a superioridade do adversário, mesmo com jogo ocorrendo no Gigante da Pampulha. 

 

 

Agora, é aprender com as falhas, corrigi-las e ir em busca a reabilitação na Série B. Sem esquecer que antes tem estreia na Copa do Brasil, contra o Remo, quarta-feira, em Belém (PA). Com um pouco mais de aplicação, dá para reencontrar o bom caminho.

Tags: Brasileiro Atlético Série A Fortaleza Mineirão Tropeço