América

AMÉRICA

Lisca analisa duelos contra Criciúma: 'América vai precisar jogar muito'

Mesmo com o rebaixamento do Tigre no estadual, técnico do Coelho prevê dificuldades no confronto pela terceira fase da Copa do Brasil

postado em 26/04/2021 10:13 / atualizado em 26/04/2021 21:34

(Foto: Marina Almeida/América)
O técnico Lisca, do América, analisou os duelos de junho contra o Criciúma, adversário pela terceira fase da Copa do Brasil. Mesmo com a queda do rival para a Série B do Campeonato Catarinense, o treinador do Coelho prevê dificuldades no confronto. 

O Criciúma foi rebaixado no estadual pela primeira vez em sua história. Em 11 jogos, venceu apenas um, empatou cinco e perdeu outros cinco. A equipe terminou a primeira fase na vice lanterna, com oito pontos. Para Lisca, a má fase do rival não significa que o América terá facilidade nas partidas.

“É um campeão da Copa do Brasil, tem uma tradição enorme. Vive um momento de dificuldade, foi rebaixado no Campeonato Catarinense pela primeira vez na sua história (...) É um adversário que eu respeito demais, vai jogar tudo na Copa do Brasil, nós temos que ter muita atenção, porque aparentemente, ‘ah foi rebaixado, está com dificuldade’, e a Copa do Brasil é uma competição totalmente diferente, de 180 minutos, onde tudo que já passou não conta. Nós vamos precisar de jogar muita bola para passar pelo Criciúma. Eles recentemente eliminaram a Ponte Preta, que era considerada por todos como favorita, mas nessa competição o Criciúma tem uma tradição enorme e nós vamos precisar jogar muita bola para passarmos", analisou o técnico.

Lisca também relembrou a passagem pelo time de Santa Catarina. Na ocasião, ele pediu demissão após quatro jogos. “Eu tive a oportunidade de trabalhar no Criciúma em 2017, se não me engano por 24 dias. Fui bem tratado, bem recebido, mas nossos objetivos estavam diferentes naqueles momentos, então eu preferi sair. Eu ouvi algumas falas, ‘o Lisca está bravo porque foi maltratado, porque foi xingado’. Nunca houve nada disso em Criciúma. Fui muito bem tratado pela diretoria, pela torcida, pela imprensa, mas é uma decisão do profissional e eu optei, naquele momento, por não dar sequência no trabalho. Paguei tudo que tinha que pagar, a multa, então saí pela mesma porta que eu entrei”, explicou.

O Criciúma vai disputar a Série C do Campeonato Brasileiro, com início previsto para 30 de maio. Pela Copa do Brasil, equipe catarinense passou pelo Marília-SP na primeira fase, ao empatar por 0 a 0, no Estádio Kléber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. Na segunda fase, eliminou a Ponte Preta, nos pênaltis (5 a 4), após empate por 1 a 1 no tempo normal. O duelo foi disputado no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

As partidas entre o Coelho e o Tigre serão na primeira e segunda semanas de junho. A equipe mineira fará o primeiro jogo em casa, no Estádio Independência, em Belo Horizonte.

A CBF ainda não divulgou datas e horários dos confrontos entre mineiros e catarinenses.

Tags: coelho tigre criciuma copadobrasil futnacional lisca