Atlético

ATLÉTICO

Atlético revela que Cuca recusou oficialmente proposta para retornar; técnico dá sua versão e conta bastidores

Treinador está irredutível na decisão de só voltar a trabalhar após a Copa

postado em 12/02/2018 17:49 / atualizado em 12/02/2018 22:27

Alexandre Guzanshe/Em/DAPress
Ainda não será desta vez que Cuca retornará ao Atlético. Segundo o clube, ele rejeitou oficialmente nesta segunda-feira a proposta para assumir o comando no lugar de Oswaldo de Oliveira, demitido pela diretoria na semana passada. O que pesou na negativa do treinador paranaense, campeão da Copa Libertadores de 2013 com o Galo, de acordo com a versão da direção, foi a decisão do técnico de voltar a trabalhar só depois da Copa do Mundo na Rússia, no segundo semestre.

O diretor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo, disse à reportagem do Superesportes que vinha mantendo contato com Cuca e seu empresário, Eduardo Uram, desde sexta-feira. Segundo o dirigente, houve nova conversa com as partes no domingo, com grande possibilidade de um acordo nesta segunda-feira. Entretanto, de acordo com o dirigente, o treinador recusou a proposta e alegou que gostaria de viajar com a família e acompanhar a Copa do Mundo, antes de assumir algum compromisso. 

“Falei três vezes com Eduardo Uram, falei com o Cuca e tivemos uma conversa muito boa. Ele disse que gosta do grupo que formamos, gostou das contratações, entendeu que se encaixa perfeitamente com as características dos jogadores. No domingo, conversei de novo com o agente dele, achei que iríamos fechar. Conversamos hoje (segunda-feira) pela manhã, fizemos o possível para acertar com ele, mas ele está firme na questão de só voltar a trabalhar depois da Copa”, informou Alexandre Gallo à reportagem.

O dirigente alvinegro, que é amigo e jogou com Cuca na década de 90, disse que propôs ao treinador alguns dias de descanso com a família, durante a Copa do Mundo, quando o Atlético fará uma espécie de ‘intertemporada’. No entanto, segundo Gallo, o técnico paranaense se mostrou irredutível na decisão. “Tentamos de todas as formas, era o nosso número um. Nós somos amigos e conversamos sobre a identificação dele com o clube. Mas ele ainda assim não quis assumir agora e manteve a ideia de viajar com a família”, reforçou. 

Cuca revela conversa com Kalil e diz que só falou com Gallo nesta segunda-feira

Procurado pela reportagem, Cuca revelou que ninguém do Atlético o procurou até esta segunda-feira, quando Alexandre Gallo o chamou por telefone por volta das 15h. 

No domingo, quem o contactou informalmente foi o ex-presidente e atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil. ”Falei (com ele) que tenho acertada viagem à Europa com a família e hoje (segunda) confirmei isso ao Gallo”, declarou Cuca.

O técnico manteve a posição de que ele e seu agente, Eduardo Uram, não tiveram nenhum contato na sexta e no sábado. “O (Alexandre) Gallo só falou comigo hoje à tarde, às 15h. Tudo que eu falei é verdade. O que eu falei eu mantenho. Ninguém me procurou, ninguém falou comigo. Só fui procurado pelo Gallo hoje à tarde. Eu também não fiz proposta e não recebi proposta do Atlético”.

Abel Braga como plano A

O Superesportes apurou que, antes de sondar Cuca, o Atlético procurou o técnico Abel Braga, mas ele decidiu manter o compromisso de seguir à frente do Fluminense.

No contato com a reportagem, Alexandre Gallo negou a sondagem com Abel e disse que Cuca foi o primeiro contactado.

“A partir de hoje (segunda-feira), com a desistência do Cuca, é que vamos começar a olhar. Não procuramos ninguém, até saiu algo sobre o Abel, mas não é verdade, não o procuramos. Faremos uma análise no mercado, mas vamos trazer alguém que trabalhe de acordo com a característica de nosso grupo, dos jogadores”, declarou.

Irritação com notícia sobre recusa

Na sexta e no sábado, Cuca havia conversado com o Superesportes e, de fato, alegava não ter sido procurado. O treinador chegou a gravar mensagens de voz em contato com vários profissionais de imprensa para sustentar a sua versão. Especificamente no sábado, ele se mostrou irritado com a informação de que teria recusado uma oferta do Galo.

"Fiquei sabendo que noticiaram que eu não aceitei proposta do Atlético, que eu recusei. Isso não é verdade. Eu não fui procurado por ninguém do Atlético, nem por diretor nem por presidente nem por ninguém. Tenho um carinho enorme pelo Atlético, todos sabem disso, mas não vou aceitar que falem coisas que não são verdade. Se tivessem me procurado e eu tivesse negado, falaria que neguei. É mentira, não me procuraram. Devem ter outros caminhos, o que é normal no futebol, mas não usem artifício de que eu teria negado proposta do Atlético, pois não é verdade", declarou no sábado.

Na sexta-feira, Cuca não confirmou os planos de viajar à Copa do Mundo, na Rússia. "Não sei (se vou à Rússia). Nem sei se vou estar vivo até lá (risos). Falta muito tempo para a Copa ainda. Não tenho planos ainda. Estou curtindo minha família, coisa que nunca pude fazer na minha vida como agora. Estou aqui com minha netinha, está uma delícia".

Tags: abel braga alexandre gallo galo copa kalil diretor treinador cuca interiormg atlético