Atlético

ATLÉTICO

Número de pênaltis cometidos dispara e complica Atlético, que levou gol nos últimos 12 jogos

Fase ruim da defesa torna mais difícil a reação da equipe na temporada

postado em 01/10/2019 06:30

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atlético)</i>
Tem se tornado comum para adversários do Atlético terem cobranças de pênalti a favor. Nas últimas três partidas, foram marcadas três penalidades contra o time alvinegro - uma para cada rival. Essa situação complica ainda mais a vida da defesa atleticana, que não passa ‘em branco’ há 12 jogos.

Curiosamente, o número de pênaltis cresceu quando Victor deixou a meta alvinegra por conta de uma tendinite no joelho esquerdo, em agosto. De lá para cá, foram 17 partidas e seis penalidades a favor de adversários - média superior a uma a cada três jogos.

Desses seis pênaltis, cinco se transformaram em gols. A única defesa foi de Cleiton, que pegou a cobrança de Pedro Castro, do Avaí. Mesmo assim, o Atlético perdeu por 1 a 0, na Ressacada, em jogo do Campeonato Brasileiro.


“Para ter uma ideia, todos os pênaltis que aconteceram até hoje, não peguei nenhum. E todos eles me passaram. Hoje, acabei não vendo esse pênalti, o batedor. E acabei pegando. Foi na intuição mesmo. Graças a Deus, pude ajudar a equipe”, disse Cleiton pouco depois de defender o chute de Pedro Castro.

Decisão


O pênalti mais lembrado por atleticanos foi o cometido por Elias em Morelo (marcação questionada por alguns torcedores), na partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Colón-ARG, na última quinta-feira. ‘Pulga’ Rodríguez fez o gol que diminuiu o placar para os argentinos no Mineirão. O triunfo atleticano por 2 a 1 levou a decisão para as penalidades.

Nas cobranças, o Atlético perdeu por 4 a 3 e foi eliminado do torneio continental. Dos cinco chutes dos argentinos, Cleiton defendeu um: logo o primeiro, batido por Morelo. Já o goleiro rival, Burián, pegou os pênaltis de Réver e Cazares para garantir a classificação do Colón-ARG para a final.

Quem cometeu os pênaltis?


<i>(Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)</i>
Dos seis pênaltis contra o Atlético desde que Victor deixou a meta, três foram cometidos por Igor Rabello. Os marcados a favor do Botafogo (bola na mão após cobrança de falta) e Ceará (carrinho em disputa de bola com Felippe Cardoso) foram bastante questionados pelo defensor. Elias (dois) e Leonardo Silva completam a lista.

Fase da defesa


A quantidade de pênaltis para adversários dificulta ainda mais a vida da defesa atleticana. São 12 jogos seguidos em que a defesa alvinegra é vazada. A última vez que o time não levou gol foi em 4 de agosto, há quase dois meses. Naquela noite, a equipe venceu o Cruzeiro por 2 a 0, no Independência, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Desde então, foram cinco vitórias e sete derrotas, com 14 gols marcados e 16 sofridos. A média de gols levados é alta: 1,33 por partida. A próxima oportunidade para findar essa série de 12 partidas é nesta quarta-feira, às 19h15. O Atlético enfrenta o Vasco, no Independência, em partida adiada da 21ª rodada do Brasileirão.

Veja a sequência negativa de 12 jogos seguir:


  1. Atlético 2 x 1 Fluminense - 10 de agosto, no Independência, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro
  2. Athletico-PR 1 x 0 Atlético - 17 de agosto, na Arena da Baixada, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro
  3. Atlético 2 x 1 La Equidad-COL - 20 de agosto, no Independência, pela partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana
  4. Atlético 0 x 1 Bahia - 24 de agosto, no Independência, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro
  5. La Equidad-COL 1 x 3 Atlético - 27 de agosto, no Estádio El Campín, em Bogotá (Colômbia), pela partida de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana
  6. Corinthians 1 x 0 Atlético - 1º de setembro, na Arena Corinthians, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro
  7. Botafogo 2 x 1 Atlético - 8 de setembro, no Estádio Nilton Santos, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro
  8. Atlético 1 x 3 Internacional - 15 de setembro, no Independência, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro
  9. Colón-ARG 2 x 1 Atlético - 19 de setembro, no Cemitério dos Elefantes, em Santa Fé (Argentina), pela partida de ida da semifinal da Copa Sul-Americana
  10. Avaí 1 x 0 Atlético - 23 de setembro, na Ressacada, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro
  11. Atlético 2 (3) x (4) 1 Colón-ARG - 26 de setembro, no Mineirão, pela partida de volta da semifinal da Copa Sul-Americana
  12. Atlético 2 x 1 Ceará - 29 de setembro, no Independência, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro

Tags: galo seriea futnacional interiormg atleticomg