Atlético

ATLÉTICO

Atraso salarial, Villa, Thiago Neves: como o elenco do Atlético tenta se blindar contra turbulências extracampo

Allan falou sobre a forma como os jogadores têm lidado com os fatores externos

postado em 17/09/2020 10:07

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)
Se por um lado o Atlético tem o melhor aproveitamento do Campeonato Brasileiro, por outro o clube passa por turbulências extracampo. Nesta semana, três episódios criaram um ambiente de tensão entre torcida, diretoria e jogadores: atrasos salariais e duas revoltas seguidas de torcedores contra as contratações do meia Thiago Neves e o atacante Sebastian Villa. Em meio a esse cenário caótico, como o elenco tenta se blindar e focar exclusivamente no dia a dia de treinos e jogos?


Destaque da equipe, o volante Allan foi questionado sobre os casos que agitaram o noticiário alvinegro nos últimos dias. Ao comentar os “vetos” da torcida às contratações, o jogador de 23 anos disse alguns atletas no grupo sentem mais os reflexos dos problemas extracampo. Nesses casos, prosseguiu o meio-campista, o elenco interfere para tentar recolocar o foco na disputa do Brasileirão.

“A gente, pelo menos eu, eu sou muito desligado um pouco à rede social. Prefiro ficar por fora dos comentários, do que está acontecendo. A gente tenta blindar ao máximo o grupo, porque o nosso momento está sendo muito bom, não só dentro de campo, como fora também. A gente tem um grupo muito bom. A gente acaba conversando um com o outro. Aquele que sente mais a gente puxa daqui, puxa dali. É o futebol. O futebol tem disso e a gente tem que saber lidar da melhor forma”, disse.

Em seguida, Allan foi questionado sobre os atrasos salariais. Nessa terça-feira, o jornalista Heverton Guimarães, da Rádio 98FM, noticiou que o técnico Jorge Sampaoli deu um ultimato à diretoria alvinegra e ameaçou deixar o Atlético em dezembro caso os vencimentos dos jogadores não forem colocados em dia.

“Eu vi essa matéria que saiu, mas para nós ele (Sampaoli) não falou nada em relação a isso. Todo mundo sabe que gosta de trabalhar com salário em dia, mas a gente também tenta entender o lado do clube, o momento que o clube está passando. Espero que nesses dias eles consigam colocar tudo em dia e aí acaba esse assunto, não tem mais isso, o Sampaoli fica e nos ajuda”, disse Allan.

Em campo, o foco do Atlético é na partida contra o Atlético-GO. Os xarás se enfrentam neste sábado, a partir das 21h, no Olímpico, em Goiânia, pela 11ª rodada da Série A. O time alvinegro atualmente ocupa a segunda colocação, com 18 pontos. São dois a menos que o líder Internacional, que jogou uma vez a mais.

Tags: galo allan atleticomg interiormg futnacional seriea mercadobola thiago neves sebastian villa