UAI


Atlético pode tentar anular o jogo contra o Palmeiras? Dirigente responde

Vice-presidente do clube, José Murilo Procópio comentou o tema polêmico que toma conta das redes sociais

29/09/2021 12:37 / atualizado em 30/09/2021 09:10
compartilhe
Vice do Galo sinalizou que não pedirá anulação do jogo
foto: Divulgação / Atlético

Vice do Galo sinalizou que não pedirá anulação do jogo

Um lance polêmico fez parte da eliminação na  Copa Libertadores  do  Atlético  para o  Palmeiras  (1 a 1), no Mineirão, na noite desta terça-feira. Antes do gol do Palmeiras, Deyverson invadiu o campo para comemorar. Alguns  ex-árbitros acreditam que houve irregularidade no lance.  O vice-presidente do Galo, José Murilo Procópio, garantiu que o clube não tentará anular o jogo por enquanto.

"Isso não está na nossa agenda, entrar com algum pedido nesse sentido (de nular o jogo). Vamos esperar se houver alguma denúncia. Acho que isso não partirá da gente, esse é o entendimento nosso no horário de hoje", afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Grenal .




Após a eliminação na Copa Libertadores, o Atlético tem pela frente o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil para disputar. "O luto é, no máximo, de 24 horas. Para nós, nem foi tanto, porque estamos planejando um novo Atlético. Tivemos até a ousadia de já a essa altura jogar a Copa Libertadores sem perder um jogo", disse o dirigente.

Comentarista do SBT, Nadine Bastos disse que o gol deveria ser anulado. "O Deyverson já está dentro de campo, o que é uma invasão de alguém que está relacionado. No texto da regra diz que não poderia ter um jogador a mais ou que o técnico não poderia estar em campo, a regra diz que é tiro livre indireto. Textualmente o gol seria anulado. Mas será que isso teria interferência no jogo? Seria justo anular um gol por essa invasão? Ele invade realmente bem antes de a bola entrar. Isso está sendo questionado, é algo que tem que ser discutido", avaliou.

Por outro lado, Marcio Rezende, da Itatiaia, tem outro entendimento. "Como não teve nenhuma interferência direta no lance, não deveria ter sido anulado, mas sim aplicado um cartão amarelo ao Deyverson", comentou na transmissão da Itatiaia. 



Veja o que diz a regra:


9. Gol marcado com pessoa extra no campo de jogo:

Se, após a marcação de um gol e antes do jogo ser reiniciado, o árbitro perceber que uma pessoa extra se encontrava dentro do campo no momento em que o gol foi marcado: 

. O árbitro deve invalidar o gol se a pessoa extra era: 

> jogador, substituto, substituído, expulso ou oficial da equipe que marcou o gol. O jogo deve ser reiniciado com um tiro livre direto, executado do local e que a pessoa extra estava; 
> agente externo que interferiu no jogo, a menos que o gol haja sido marcado de acordo com a situação descrita em "pessoas extras no campo de jogo".

. O árbitro deve validar o gol se a pessoa extra era: 

> um jogador, substituto, substituído, expulso ou oficial da equipe que sofreu o gol; 
> um agente externo que não interferiu no jogo.

Compartilhe