Grêmio

AMÉRICA

Marquinhos Santos promete usar mais jogadores da base no América

Jovens jogadores perderam espaço com o treinador anterior, Vagner Mancini

postado em 20/10/2021 18:23 / atualizado em 20/10/2021 19:06

(Foto: Mourão Panda / América)

O técnico Marquinhos Santos foi apresentado pelo América nesta quarta-feira. Em entrevista coletiva transmitida pela TV Coelho, o comandante destacou a força das categorias de base americana e revelou ser um treinador conhecido por revelar jovens.
 
 

"Em relação às categorias de base, são atletas com alto potencial, com muita qualidade técnica, cada qual dentro da sua função e das suas características. Sem dúvida é um fator que eu gosto e sou conhecido no mercado por revelar nomes importantes no meio, como Zé Rafael, Talisca, o próprio Sorriso, agora no Juventude, são jogadores que têm tido destaque nacional e internacional. Sem dúvida, aqui, no América, não será diferente", declarou o técnico.

Antecessor de Marquinhos Santos no Coelho, Vagner Mancini – que atualmente está no Grêmio – não utilizou muito os atletas das categorias de base americana.

Ele chegou a mencionar em entrevista que os pratas da casa receberam oportunidades, mas perderam espaço naturalmente.

Em dado momento, alguns jovens de maior destaque, como o meia Gustavinho, o zagueiro Zé Vitor e o atacante Carlos Alberto, foram 'rebaixados' para a equipe Sub-20. Outro atleta que perdeu espaço com Mancini foi o atacante Kawê.

Marquinhos Santos falou sobre a qualidade desses jovens atletas, mas reconheceu que precisa conhecer melhor o elenco para saber suas necessidades.

"Em relação a esses quatro atletas, nós já vínhamos monitorando e acompanhando, não só no profissional. (...) é claro que estamos chegando, e vamos conhecer melhor a estrutura do elenco, ver as necessidades iniciais e prioridades, para que possamos dar continuidade e buscar o quanto antes esse número de permanência para galgar algo maior no Campeonato Brasileiro", afirmou o treinador.

Semelhança com Mancini


Apesar das diferenças na utilização de jovens jogadores, Marquinhos Santos elogiou o trabalho que Mancini vinha fazendo no América. Disse que seu estilo e o do antigo treinador não são muito diferentes.
 
 

"Eu acredito que o equilíbrio do sistema defensivo, de meio-campo e ofensivo é determinante para que possamos dar continuidade ao excelente trabalho que vinha sendo feito pelo Mancini. É claro, cada treinador tem seu método, tem as suas peculiaridades dentro do modelo de jogo, mas não é muito diferente daquilo que o Mancini gosta de jogar, e que vinha aplicando aqui no América", alegou o comandante.

Mancini deixou o Coelho na 13ª posição da Série A do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos conquistados em 27 rodadas. Em sua passagem, o comandante disputou 21 partidas, venceu 7, empatou 9 e perdeu 5.

Tags: americamg interiormg futnacional gremiors Mancini seriea