JUSTIÇA

STJD confirma exclusão da Aparecidense, e Tupi garante vaga nas quartas da Série D

Sentença de segunda instância ratificou a eliminação do clube goiano com base no Código da Fifa. Agora, o Galo Carijó aguarda a remarcação da partida com o Mixto-MT

postado em 26/09/2013 14:37 / atualizado em 26/09/2013 15:21

Leonardo Costa / Tribuna de Minas

O Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva confirmou, nesta quinta-feira, a eliminação da Aparecidense da Série D do Brasileiro como pena para a invasão de campo do massagista Esquerdinha, que evitou um gol decisivo do Tupi na partida de volta das oitavas de final, em Juiz de Fora. Assim, o Galo Carijó será o adversário do Mixto-MT nas quartas de final da competição.

A corte ratificou a exclusão do clube goiano, mas com uma nova interpretação para o caso. Em primeira instância, os auditores haviam enquadrado o episódio no artigo 205 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em “impedir o prosseguimento de partida, prova ou equivalente que estiver disputando, por insuficiência numérica intencional de seus atletas ou por qualquer outra forma”.

Porém, desta vez, o Tribunal acatou o recurso do procurador Paulo Schmitt e manteve a eliminação do clube goiano tomando como base o Código da Fifa. O pedido de revisão da Aparecidense, que pleiteava a anulação da partida, não foi aceito. O STJD manteve também a punição ao massagista, que ficará suspenso por 24 partidas e foi multado em R$ 500.

O caso ainda pode sofrer embargos na esfera jurídica, mas qualquer decisão não poderá incorrer em efeitos suspensivos. Dessa forma, a chave do duelo entre Tupi e Mixto-MT prosseguirá normalmente. Agora, a Confederação Brasileira de Futebol deve ser intimidada da decisão do Pleno para remarcar a data das partidas pelas quartas de final, antes previstas para ocorrer em 15 e 22 de setembro. O time vencedor garante vaga na Série C do Brasileiro em 2014.

Relembre o caso

O episódio que deu origem ao imbróglio judicial ocorreu no dia 7 de setembro, no duelo da volta entre Tupi e Aparecidense, pelas oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro. Aos 44 da etapa final, o massagista da equipe goiana invadiu o campo, defendeu a bola duas vezes e evitou o gol de Ademílson, que daria a vitória ao clube mineiro por 3 a 2 e vaga na fase seguinte.

Depois do lance, o massagista fugiu para o vestiário, deixando os jogadores do Tupi enfurecidos. A partida foi então reiniciada pelo árbitro Arilson Bispo da Anunciação, mas terminou empatada por 2 a 2, resultado que eliminaria o Galo Carijó da competição.


Tags: tipo aparecidense stjd pleno massagista brasileiro série d