CAMPEONATO MINEIRO

Com vantagem alvinegra, América e Atlético se enfrentam para definir finalista do Mineiro

Partida de volta da semifinal começa às 21h30 desta quarta, no Independência

postado em 05/08/2020 06:00 / atualizado em 05/08/2020 02:15

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

América e Atlético se enfrentarão pela quarta vez num intervalo de três semanas. Porém, nenhum dos duelos anteriores foi tão decisivo e aguardado quanto o desta quarta-feira, no Independência. A partir das 21h30, o clássico define um dos finalistas do Campeonato Mineiro. Por ter vencido a partida de ida da semifinal por 2 a 1 no último domingo, o time alvinegro avança também com um empate. Ao Coelho, apenas a vitória interessa.

Nos três encontros anteriores, foram duas vitórias atleticanas e um empate. Além da primeira partida semifinal no Mineirão, o Atlético levou a melhor no jogo-treino em 15 de julho, na Cidade do Galo, ao vencer por 3 a 2. No dia 26 do mesmo mês, os times ficaram no 1 a 1, no Horto, ainda pela 10ª rodada da fase classificatória do Estadual.

A equipe que avançar enfrentará na decisão o vencedor do confronto entre Caldense e Tombense. No jogo de ida, o time de Tombos venceu por 1 a 0. Por isso, pode até perder por um gol de diferença que, ainda assim, garantirá a classificação. O duelo de volta está marcado também para esta quarta-feira, às 16h, no mesmo Independência.

América

(Foto: Mourão Panda/América)

Para levar o América de volta à decisão do Mineiro após três eliminações seguidas na semifinal, o técnico Lisca busca alternativas para vencer o duelo tático contra o comandante alvinegro, Jorge Sampaoli. “Ficamos com muita dificuldade para contra-atacar (no jogo de ida). Sampaoli é um treinador muito auspicioso, porque muda muito o sistema de um jogo para o outro”, analisou, logo após a primeira partida.

Apesar do revés no jogo de ida, o América mantém a confiança na busca por uma vaga na final do Estadual. Artilheiro do time na competição, com cinco gols, o atacante Ademir disse que será preciso assumir o protagonismo da partida para, assim, conseguir o placar necessário.

“Sabemos que será um confronto bem disputado, mas temos que bater no peito, chamar a responsabilidade e fazer o nosso jogo. Estaremos em busca da vitória o tempo todo para chegarmos à final do Campeonato Mineiro. A gente respeita a equipe deles, que é qualificada, mas temos que impor nosso ritmo para conseguir a vitória”, projetou.

A formação inicial do América ainda é uma incógnita. O volante Zé Ricardo recebeu o terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão automática. O principal candidato à vaga é o volante Flávio, de 20 anos. Neste ano, o jovem foi acionado em seis partidas. Rickson e Sabino também são opções para o setor.

Artilheiro do América em 2020, com seis gols, Rodolfo pode ser a novidade na equipe, após ficar fora em decorrência de estiramento no ligamento do joelho direito. Caso o atacante não tenha condições, Léo Passos e Vitão são as principais opções. Lisca ainda pode colocar o lateral-esquerdo João Paulo no meio-campo, deixando apenas Felipe Augusto e Ademir na frente.

Atlético

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Do outro lado, Jorge Sampaoli tornou pública a estratégia que o Atlético adotará na partida no Independência. Apesar da vantagem, o time alvinegro vai tentar manter a posse de bola e propor o jogo. O comandante argentino pediu atenção para que a equipe não desperdice tantas oportunidades quanto na ida. “Nós tivemos mais aproximações e muito mais chances. Temos que seguir, sabendo que nesse tipo de partida (desperdiçar chances) faz a diferença o placar”, analisou.

Apesar de os treinos do Atlético serem fechados à imprensa - cenário que se agravou durante a pandemia do novo coronavírus -, é possível prever que Sampaoli manterá a base da escalação do jogo de ida contra o América. O técnico argentino, inclusive, ganhou três alternativas para a partida de volta.

Recuperado de lesão no púbis, o zagueiro Gabriel retomou os treinos com o grupo nesta semana e pode jogar clássico. Porém, a tendência é que a dupla de zaga titular, formada por Réver e Junior Alonso, seja mantida. Reserva, o volante Alan Franco cumpriu suspensão na partida de ida e é outro que volta a estar à disposição.

A principal novidade é o lateral-direito Marianoregularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Apresentado nessa terça-feira, o jogador de 34 anos estava em atividade no Galatasaray, da Turquia, e pode ganhar oportunidade no banco de reservas.

“Eu estava atuando, jogando. A questão da viagem tem uma semana que estou sem atividade. Mas vou me preparar e conversar com Sampaoli e tentar ajudar da melhor maneira. Não sei se para o próximo jogo, mas vou me preparar e estar fisicamente melhor possível para ajudar o Atlético”, frisou.

AMÉRICA X ATLÉTICO

América
Airton; Leandro Silva, Messias, Eduardo Bauermann e Sávio; Flávio (Rickson), Juninho e Alê; João Paulo (Léo Passos), Ademir e Felipe Augusto
Técnico: Lisca

Atlético
Rafael; Guga, Réver, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair e Nathan; Savarino, Keno e Marrony
Técnico: Jorge Sampaoli

Motivo: jogo de volta da semifinal do Campeonato Mineiro
Data e horário: quarta-feira, 5 de agosto de 2020, às 21h30 (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima
Assistentes: Celso Luiz da Silva e Pablo Almeida Costa
VAR: Igor Júnio Benevenuto de Oliveira

Tags: galo campeonato mineiro mineiro semifinal coelho independencia horto americamg atleticomg interiormg futnacional seriea