Atlético

ATLÉTICO

Gallo despista sobre Cuca, estabelece perfil de treinador do Atlético e antecipa prazo para definir substituto de Oswaldo

Diretor de futebol trabalha para anunciar novo comandante já neste domingo

postado em 10/02/2018 19:52 / atualizado em 11/02/2018 16:14


Novo técnico na terça-feira? O diretor de futebol do Atlético, Alexandre Gallo, antecipou o prazo estabelecido publicamente nessa sexta-feira e disse que pretende anunciar o substituto do demitido Oswaldo de Oliveira já neste domingo.

“A gente espera que talvez amanhã (domingo) a gente tenha algum tipo de novidade. Já recebi muitas opções de treinadores para que possam vir para cá. Mas, com responsabilidade, numa conversa diária com o Sérgio (Sette Câmara, presidente do Atlético), nós vamos equacionar isso aí o mais rápido possível”, disse o dirigente, em entrevista coletiva após a derrota alvinegra para a Caldense, por 2 a 1, no Independência.

Alexandre Gallo avaliou o início da temporada do Atlético. De acordo com ele, a diretoria acreditava que o time já estaria num estágio mais avançado neste momento do ano. A expectativa é que o novo comandante estabeleça um modelo de jogo que se encaixe com as características do Atlético e dos jogadores contratados.

“Eu também acho (que a solução tem que ser imediata). Estamos buscando, estamos tratando disso aí. Só que são situações internas. Às vezes eu queria falar muita coisa aqui, mas eu não posso, porque pode dificultar uma negociação. Nós precisamos, o mais rápido possível, trazer um comandante que realmente nos dê um rumo. Principalmente pela característica de time que a gente tem. Tem que ser um time intenso, de marcação na frente, com mais força, com mais pegada, com determinação, que é a cara que o time pede. Contratamos esses jogadores para isso. Essa intensidade ainda não aconteceu. Hoje, nós tivemos as rédeas do jogo”, continuou o diretor.

E Cuca?

Questionado sobre o nome preferido pela torcida, Alexandre Gallo despistou. O diretor adotou o discurso de não falar publicamente sobre as opções cogitadas pelo Atlético. Ele, entretanto, garantiu: está “trabalhando com nomes importantes do futebol brasileiro”.

“Sobre o Cuca, nós jogamos juntos. É um grande amigo, um amigo pessoal, uma pessoa que eu gosto, que eu admiro. Admiro o trabalho dele, tem tudo a ver com a nossa equipe. Como nós temos outros profissionais também… Estamos fazendo uma avaliação. Só não posso externar mais nada em relação a isso. Mas eu sei que coisas boas vão acontecer. Estamos trabalhando com nomes importantes do futebol brasileiro, que venham a nos ajudar. Claro que nós, por uma questão nossa, interna, não vamos revelar qualquer situação”, comentou.

Em entrevista ao Superesportes na tarde deste sábado, Cuca disse não ter sido procurado pela diretoria alvinegra e se irritou com as especulações de que teria recusado uma proposta do Atlético.

Derrota para a Caldense


O revés deste sábado causou irritação em Alexandre Gallo. O diretor analisou a atuação do time - comandado pelo auxiliar Thiago Larghi - e utilizou até um palavrão para descrever a forma como se sentia.

“Uma tarde em que nós todos nos sentimos indignados com uma derrota dessa. ‘Puto’, na verdade, é a palavra. Nós entendemos que, talvez, hoje tenha sido o jogo em que mais criamos oportunidades de gol, e o gol não aconteceu. E, num contra-ataque deles, acabamos perdendo o jogo numa maneira que a gente não esperava. Essa indignação existe porque pensamos que neste momento, depois de quase 40 dias, com a pré-temporada que fizemos, nós estaríamos num nível melhor do que o que se apresenta. Estamos sempre abertos a novas oportunidades, principalmente. Passamos por um momento de reequilíbrio financeiro. Isso foi tratado desde o começo”, avaliou.

Questionado sobre a possibilidade de contratar mais jogadores - algo pedido por torcedores que foram ao Independência neste sábado -, Gallo voltou a citar o momento financeiro vivido pelo Atlético. A ideia é não exceder o planejamento financeiro estabelecido pela diretoria.

“Nós temos que ir no nosso limite. O presidente já disse que não dará o passo maior que a perna. Tem clubes que se equacionaram financeiramente no Brasil e todo mundo, hoje, bate palma. E o Atlético está passando por este momento”, finalizou.




Alexandre Guzanshe/EM/D.A. Press



Tags: atleticomg interiormg futnacional seriea galo mercadobola gallo cuca