Atlético

RONALDINHO GAÚCHO

Ronaldinho Gaúcho ganha exposição em BH e entra para a Calçada da Fama do Mineirão

Craque volta a Minas para prestigiar exposição do artista Camaleão

postado em 21/05/2019 19:17 / atualizado em 22/05/2019 13:13

<i>(Foto: Túlio Santos/EM/D. A Press)</i>
Os pés que encantaram torcedores no mundo inteiro com jogadas mágicas agora têm lugar cativo no maior templo do futebol mineiro. Cinco anos depois de deixar Minas Gerais, Ronaldinho Gaúcho, 39 anos, voltou a Belo Horizonte para deixar mais uma marca. Dessa vez, além da marca nas mentes e nos corações de quem o viu jogar, o craque deixou suas pegadas na Calçada da Fama do Museu Brasileiro do Futebol, espaço cultural do Mineirão.

Ronaldinho chegou ao estádio por volta das 19h30 dessa terça-feira, acompanhado do irmão e empresário Roberto Assis e do filho João Mendes, de 14 anos, que atua na base do Cruzeiro.

O artista plástico José Amâncio foi o responsável por colher as pegadas de Ronaldinho em um molde, que será posteriormente trabalhado para ser exposto no museu do Mineirão. Agora, os pés de Ronaldo farão companhia aos de Pelé, Reinaldo e Tostão no hall da fama do estádio.

Após deixar a marca de suas pegadas e sua assinatura para a posteridade, Ronaldinho falou sobre o sentimento de estar novamente em Belo Horizonte, lugar do qual guarda boas lembranças.

 

“É uma cidade onde eu fui muito, muito feliz. Não tenho palavras. Saber que tudo que eu fiz no futebol, hoje em dia as pessoas reconhecem. E está ali, marcado para sempre. É muito emocionante. Sempre fui muito bem recebido pelo povo mineiro, independente do América, do Cruzeiro e do Galo. Então é sempre muito bom voltar aqui, e dessa vez voltando para uma ocasião muito especial. Muito emocionante e muito feliz”, disse o craque.

Após anos longe do solo e do povo mineiro, Ronaldinho se mostrou saudoso. Lembrou dos amigos, dos jogos e falou carinhosamente sobre a cidade de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde fixou residência nos tempos em que defendia o Atlético.

“Sinto falta de tudo. Dos amigos que deixei aqui. De Lagoa Santa, onde eu vivi. Dos jogos, tanto no Horto, quanto aqui (no Mineirão). Chegando aqui na cidade, a gente começa a lembrar de tudo o que viveu aqui e vai batendo muita saudade”, revelou R10.

No Mineirão, Ronaldinho ganhou os títulos da Copa Libertadores e do Campeonato Mineiro de 2013 e da Recopa Sul-Americana de 2014 com o Atlético. Foram seis jogos pelo Galo na Pampulha e dois gols marcados. Pela Seleção Brasileira, ele fez somente uma partida no Mineirão: atuou no empate por 2 a 2 com o Chile, em amistoso em 2013.

Fragmentos de um gaúcho

Além da cerimônia para imortalizar Ronaldinho no Mineirão, o evento também foi o pontapé inicial para a exposição de arte ‘Fragmentos de um Gaúcho’. Obras do artista mineiro Emerson Carvalho, o Camaleão, retratando diversos momentos da história do jogador, estarão expostas no Gigante da Pampulha.

Camaleão começou a pintar os quadros em 2017 e levou pouco mais de um ano para terminar a coleção. Ele contou como surgiu a ideia de ter Ronaldinho como inspiração para suas telas.

“Cada um tem uma história e a história é bonita. Eu sempre retratei isso. Uma bela tarde, estávamos eu e o Moacir, ex-jogador do Atlético e eu estava falando para ele que estava abandonando a parte digital, que é a parte de ilustração, essas coisas. E queria voltar a ‘cheirar tinta’. Na conversa, a minha ideia primeira era de fazer uma exposição com artistas mineiros. Música... Qualquer artista eu queria pegar e fazer uma exposição contanto essa história. Moacir me deu a ideia. Já que você está querendo retratar alguém, vamos retratar agora”, contou o artista.

A exposição de 12 telas de Camaleão estará aberta ao público a partir desta quarta-feira, no Museu Brasileiro do Futebol, no Mineirão. Das obras, 11 já haviam sido expostas no Rio de Janeiro e uma foi guardada especialmente para os espectadores mineiros.

O museu do Mineirão funciona de terça à sexta-feira, de 9h às 17h, com permanência até as 18h. Aos sábados e domingos, o horário é de 9h às 13h, com permanência até as 14h. Os horários são sujeitos a alteração, dependendo dos jogos e eventos realizados no estádio.

<i>(Foto: Túlio Santos/EM/D. A Press)</i>

Saudades do Atlético

É impossível falar de Ronaldinho Gaúcho em Belo Horizonte sem relembrar sua passagem de dois anos pelo Atlético. O ‘Bruxo’ fez 88 jogos com a camisa do Galo e marcou 28 gols. Foram 45 vitórias, 28 empates e 16 derrotas. Para o ex-jogador, voltar à capital mineira é sempre uma boa oportunidade de relembrar os momentos vividos no clube.

“Tem uma importância muito grande, ficou um sentimento de família. Não só com o clube, mas em especial com a torcida. O que eles fizeram a qui por mim, jamais eu vou esquecer. Por isso é sempre uma alegria voltar a BH”, disse.

Entre os diversos momentos defendendo o Atlético, o craque destacou como especial a conquista da Copa Libertadores, sacramentada no Mineirão, na noite de 24 de julho de 2013.

“A Libertadores tem um gosto especial aqui dentro, porque era um título que faltava para mim. Lá na Europa, fora do Brasil, já tinha conquistado outros títulos importantes. Era o que faltava para mim. Então, sempre que eu chegar no Mineirão, sempre vou lembrar da Libertadores, relembrou.

De todas essas partidas, R10 falou de uma especial. Contra o Figueirense, em 28 outubro de 2012, quando o craque marcou 3 vezes, na goleada do Atlético por 6 a 0, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano. Ronaldinho tinha acabado de perder o padastro e foi às lágrimas, apontando para o céu ao balançar as redes pela primeira vez, num golaço por cobertura.

“Ali foi quando minha família teve problemas de saúde. Um momento muito complicado. A partir dali a torcida do Galo me abraçou e me botou para cima. Mesmo assim, dentro de campo as coisas saíram muito bem, fazendo gols. Foi um jogo muito marcante”, afirmou o ex-meia.

Lembrado comcarinho pela torcida do Atlético, Ronaldinho foi premiado com um boné com os dizeres “Aqui é Galo”, frase que ficou famosa na boca do craque na vitória do Atlético por 2 a 1 sobre o São Paulo, na primeira partida das oitavas de final da Libertadores de 2013. Após marcar um incomum gol de cabeça, R10 comemorou com intensidade, batendo no braço, como quem mostra o sangue nas veias, e dizendo a famosa frase.

Outro presente recebido pelo Gaúcho na noite de homenagens foi uma estatueta de Alexandre Kalil, ex-presidente do Atlético e prefeito de Belo Horizonte. Foi uma brincadeira feita alusão à promessa - ainda não cumprida - feita por Kalil, de inaugurar uma estátua do ex-jogador na Cidade do Galo.

<i>(Foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)</i>

Despedida do Atlético

Ronaldinho se aposentou em janeiro do ano passado. Desde então, atua como embaixador do Barcelona e roda o planeta atuando pelo Barça Legends, time de craques históricos do clube catalão. Ícone mundial, ele ainda participa de jogos beneficentes ligados à União das Associações Europeias de Futebol (Uefa), ao Fundo Internacional de Emergência para a Infância das Nações Unidas (Unicef) e à Organização das Nações Unidas (ONU).

Um desejo do craque é fazer uma partida de despedida do Atlético. Em maio do ano passado, Assis, irmão e agente de R10, deixou a escolha do local nas mãos dos atleticanos e propôs a realização de uma enquete, no Superesportes, para o torcedor se decidir pelo Mineirão ou pelo Independência. O Gigante da Pampulha foi escolhido por 68% dos votos.

“Tem essa possibilidade, acredito que não passe deste ano. Então, é aproveitar enquanto ainda dá para correr um pouco para despedir. Então tem essa possibilidade de fazer essa despedida”, disse Ronaldinho.

<i>(Foto: Túlio Santos/EM/D. A Press)</i>

Filho no Cruzeiro

Apesar de Ronaldinho ter sua história muito ligada ao Atlético, a continuação da tradição familiar nos gramados tomou o caminho totalmente oposto - no rival Cruzeiro. O filho de Ronaldo, João Mendes, de 14 anos é atleta das categorias de base da equipe celeste.

Como todo bom pai, Ronaldinho desejou sorte ao filho e disse que espera vê-lo feliz, seja com qual camisa for.

"Para mim é ótimo ver ele feliz, independentemente de onde seja. Espero que ele tenha muita alegria aqui, que seja muito feliz e para mim o que importa é vê-lo feliz", disse R10, durante entrevista coletiva no Gigante da Pampulha. O jogador imortalizou suas pegadas na Calçada da Fama do estádio, nesta terça-feira.

No Cruzeiro desde agosto de 2018, João Mendes assinou seu primeiro vínculo formal com o clube em abril deste ano. Ele acertou contrato de formação com a Raposa até 21 de fevereiro de 2025, um dia antes de o jovem completar 20 anos.

Nascido em 2005, João Mendes é filho de Ronaldinho com Janaína Natielle Mendes, ex-bailarina do programa Domingão do Faustão, da TV Globo. Antes do acerto do jovem com o Cruzeiro, chegou a ser aventada a possibilidade de o menino, que joga como atacante, integrar as divisões de base do Paris Saint-Germain, primeiro clube defendido por R10 na Europa. Entretanto, é na Toquinha que o herdeiro de um dos grandes astros do futebol tem a chance de dar os primeiros passos rumo à carreira profissional.

Tags: calçada da fama ronaldinho gaúcho mineirão interiormg atleticomg ronaldinho