Atlético

ATLÉTICO

Com jejum de centroavantes do Atlético, Rodrigo Santana indica que poderá apostar em Papagaio como titular

Atacante ainda não teve oportunidade de iniciar uma partida pelo Galo

postado em 25/07/2019 08:30 / atualizado em 25/07/2019 10:36

<i>(Foto: Bruno Cantini/Atlético)</i>
O atacante Papagaio fez nessa quarta-feira a sua quarta partida pelo Atlético. O jogador nunca teve oportunidade de iniciar um jogo com a camisa do Galo e substituiu Ricardo Oliveira aos 26 minutos do segundo tempo da vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana

Com a má fase de Ricardo Oliveira e a ausência de gols e Alerrandro, Papagaio pode ganhar mais espaço com o técnico Rodrigo Santana. O treinador atleticano avaliou o jogo dos atacantes e destacou as qualidades ofensivas e, também, defensivas de Papagaio.

“O jogo hoje desenhou muito para o Papagaio, porque o Ricardo ajudou muito na marcação dos volantes. E o Papagaio é o que mais tem esse poder de marcação dos volantes. Ele vem treinando bem, está muito focado, e já entrou em Chapecó, muito bem, e hoje também. Com certeza, cada vez que ele for entrando assim, as oportunidades vão aumentando para ele entrar como titular. Não se sabe se será no próximo jogo ou não, mas ele vem provando isso aos poucos”, disse o técnico.

Papagaio aprovou a atuação e comentou sobre a chance no time. "Foi uma vitória importante fora de casa. Conseguimos um bom resultado. Fico feliz de poder ter contribuído de alguma forma. Acho que entrei bem. Tenho esperado minha oportunidade. Respeito todos meus companheiros, mas sei que posso mostrar mais, com mais tempo em campo", declarou o atacante. 

Concorrência


Os números dos centroavantes do Atlético nos últimos jogos não são bons. Ricardo Oliveira, titular contra o Botafogo, está há 13 jogos sem marcar. A última vez que o Pastor foi às redes foi na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, na vitória do Galo por 2 a 1, contra o Avaí, no Independência. Para piorar, o camisa 9 desperdiçou duas chances claríssimas de gol na partida contra o alvinegro carioca (clique aqui e veja o vídeo).

Já o jovem Alerrandro, que vinha jogando e perdeu a posição para Oliveira, não balança as redes há três partidas. Seu último tento anotado foi no empate em 1 a 1 contra o São Paulo, no Horto, pela 9ª rodada do Brasileirão.

Na partida dessa quarta, no Engenhão, a equipe finalizou 18 vezes, sendo que apenas oito foram na direção da meta defendida por Gatito Fernández.

Entretanto, a falta de gols dos centroavantes alvinegros não parece preocupar o treinador. Para Rodrigo Santana, trata-se de uma ‘pequena fase’, que, em breve, será superada pelos jogadores.

“Eles seguem treinando forte, isso daí é uma pequena fase que está passando. Todos continuam muito confiantes, pois seguem finalizando, no momento certo eles vão entrar e dar essa desencantada”, analisou Santana.

A próxima oportunidade para os atacantes do Atlético deixarem a maré ruim para trás será neste domingo. O Galo vai ao Serra Dourada enfrentar o Goiás, às 19h, pela 12ª rodada do Brasileirão. O jogo de volta contra o Botafogo, pelas oitavas de final da Sul-Americana, será na próxima quarta-feira (30), às 21h30, no Independência. O Atlético precisa apenas de um empate para se classficar. O único resultado que pode levar a decisão para os pênaltis, no Horto, é um triunfo do Botafogo por 1 a 0.

Tags: papagaio sulamericana botafogorj interiormg galo atleticomg futnacional seriea