Atlético

ATLÉTICO

Réver diz que não sabia sobre acerto entre Thiago Neves e Atlético e pede 'bom senso'

Capitão alvinegro ressalta necessidade de avaliar histórico de jogadores

postado em 15/09/2020 19:54 / atualizado em 15/09/2020 20:06

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

A reviravolta na contratação do armador Thiago Neves pelo Atlético repercutiu também no grupo de jogadores. A pedido do técnico Jorge Sampaoli, o clube acertou com o meia-atacante, depois que ele se desligou do Grêmio. A pressão e a rejeição da torcida, que fez até protesto na sede administrativa do Galo nesta terça-feira, levou a diretoria a cancelar o acordo com o ex-meia do Cruzeiro.

Capitão da equipe, o zagueiro Réver concedeu entrevista à ESPN Brasil e disse que ficou surpreso com a notícia, já que, conforme revelou, soube do fato pela imprensa. O veterano defensor, de 35 anos, sugeriu que Thiago Neves seria uma contratação arriscada pelo histórico recente de problemas fora de campo, quando ainda defendia o Cruzeiro, e provocações aos torcedores alvinegros com postagens e declarações polêmicas nas redes sociais. 

Leia também:


"Fiquei sabendo por vocês da imprensa, como de praxe, a gente acaba sendo os últimos a saber das coisas. A gente não define nada, muitas pessoas mandando mensagem, questionando, cobrando... Mas o futebol não é dessa maneira, o jogador tem que cumprir seus horários, desempenhar o trabalho dentro de campo, e quem tem que resolver isso são os diretores, no caso o Alexandre, presidente, treinador...”, afirmou o zagueiro.



Réver disse que qualquer contratação teria que ser bem avaliada. No caso de Thiago Neves, até pelas provocações aos atleticanos, o zagueiro comentou sobre a necessidade de levar em consideração a rivalidade. "A partir do momento que você procura uma contratação, você tem que também ter esse discernimento do que aconteceu, ainda mais se tratando de rivalidade, para que não aconteça algo que nós prezamos tanto, que é a não violência no futebol. Então assim, até que ponto você vai conseguir segurar algo que poderia acontecer? Acredito que nós também temos que ter um pouquinho de bom senso nisso, buscar ter conhecimento das informações.”

Perfil


Réver citou os casos do ex-zagueiro Leonardo Silva e do goleiro Rafael, que deixaram o Cruzeiro e acertaram de forma imediata com o Atlético, em épocas diferentes. O capitão considera que o histórico de ambos, tanto dentro de campo como fora, sem polêmicas com rivais, facilitou a aceitação da torcida. 
“Eu acredito que vai muito de perfil, né. O Thiago sempre foi um cara que gosta, é o perfil do Thiago. Já comparando com Léo Silva, Rafael, como outros jogadores do Atlético que foram para o Cruzeiro e não teve problema nenhum. Acredito que a postura que nós temos que ter é muito cuidadosa, porque a gente não sabe o dia de amanhã.”



Réver deixo claro que não aprovou o comportamento de Thiago Neves, quando o ex-cruzeirense provocou atleticanos com postagens nas redes sociais, como a que usou a tragédia de Brumadinho para 'zoar' com torcedores alvinegros. “É uma pena que a gente ainda tem muitos jogadores que gostam de fazer esse tipo de coisa. Eu, particularmente, respeito, não acho tão correto algumas coisas. Gosto de fazer as minhas brincadeiras, mas tudo tem o seu limite, isso vai muito de perfil pra perfil.”

O capitão atleticano alertou para as diferenças entre torcedor e atleta profissional no momento de tripudiar ou mesmo fazer alguma brincadeira com o rival. “Como que eu falo 'ah, amanhã não vou jogar em tal lugar'? Infelizmente o futebol não permite isso. Se tem alguém que precisa fazer zoação são os torcedores, eles sim têm esse direito. Agora, nós, como profissionais, atletas profissionais, como que a gente vai ficar fazendo esse tipo de coisa? É muito legal, você pega moral com a torcida, mas e o dia de amanhã? Tu faz dois jogos mal, e a torcida vai lembrar que você ficou dando risada? Não vai.”

Tags: galo atlético capitão zagueiro réver interiormg thiago neves