Atlético

ATLÉTICO

Atlético realiza novos testes e não detecta mais casos de coronavírus

Clube parece ter deixado pior fase do surto de COVID-19 para trás

postado em 01/12/2020 09:48

(Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Atlético divulgou, na manhã desta terça-feira, que todos os exames para COVID-19 realizados na segunda por jogadores e demais integrantes do departamento de futebol tiveram resultados negativos. Com isso, o único atleta ausente dos treinamentos em função do coronavírus é o goleiro Rafael, diagnosticado com a doença na última semana.

Novos testes serão realizados por todo o grupo nesta sexta-feira, dois dias antes do jogo contra o Internacional. As equipes se enfrentam no domingo, a partir das 18h15, no Mineirão, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Nos últimos dias, o Atlético conviveu com um surto de COVID-19 na Cidade do Galo. Desde o início da pandemia, o clube confirmou publicamente 33 casos da doença entre jogadores, dirigentes e integrantes das comissões técnicas (veja todos na galeria abaixo):

A galeria não aparece para você? Clique aqui para acessá-la!

Após cumprirem período de isolamento social, já voltaram aos treinamentos os goleiros Victor e Everson; o lateral-direito Guga; os zagueiros Gabriel e Réver; os volantes Allan e Jair; o meio-campista Alan Franco; e os atacantes Sávio e Eduardo Vargas. O técnico Jorge Sampaoli e integrantes da comissão técnica também retornaram ao trabalho presencial.

Baladas

Nos últimos dias, quatro jogadores atleticanos foram gravados em baladas: o volante Allan, o meio-campista Dylan Borrero e os atacantes Eduardo Vargas e Marrony. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram que os atletas, em alguns momentos, ficaram sem máscara e desrespeitaram o distanciamento.

O teste realizado pelo clube nessa segunda-feira não necessariamente identificaria a presença do vírus caso algum deles tenha sido infectado.

A explicação para isso está no que os infectologistas chamam de "janela imunológica". O vírus não é necessariamente detectado pelos testes no mesmo dia em que há a contaminação - é preciso um período até que ele se manifeste no organismo e possa ser identificado com precisão nos exames.

Também não é comprovado cientificamente que quem já contraiu o vírus, como Allan e Vargas, estejam livres de uma nova infecção.

Tags: galo atleticomg interiormg futnacional coronavirus seriea covid